quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Como não escorregar na silhueta usando branco no Ano Novo


Cintos são excelentes companhias para vestidos em geral, mas para o Réveillon prefira os metalizados ou em tons terrosos claros. O preto deixa o look muito formal, com ar urbano. Depois da virada, aí sim, está liberado  Foto: Getty Images
Cintos são excelentes companhias para vestidos em geral, mas para o Réveillon prefira os metalizados ou em tons terrosos claros. O preto deixa o look muito formal, com ar urbano. Depois da virada, aí sim, está liberado

 O Réveillon permite uma certa extravagância na escolha do look, desde que a festa seja mais moderna e que os convidados também tenham esse perfil. Se usar vestido como o da atriz Holly Montag, certifique-se primeiro de que os demais não estejam usando apenas tailleurs, por exemplo. E prefira sandálias com acabamento metalizado bem simples  Foto: Getty Images
 O Réveillon permite uma certa extravagância na escolha do look, desde que a festa seja mais moderna e que os convidados também tenham esse perfil. Se usar vestido como o da atriz Holly Montag, certifique-se primeiro de que os demais não estejam usando apenas tailleurs, por exemplo. E prefira sandálias com acabamento metalizado bem simples

 Segundo o stylist Higor Alexandre, acessórios dourados ou em tons naturais são ideais para roupas brancas, como a atriz Jessica Alba mostra usando peça da marca Hugo Boss  Foto: Getty Images
 Segundo o stylist Higor Alexandre, acessórios dourados ou em tons naturais são ideais para roupas brancas, como a atriz Jessica Alba mostra usando peça da marca Hugo Boss

 Longos estão liberados, mesmo em festas informais. O segredo é escolher bem a peça. No caso da atriz Kim Cattrall, o modelo tem muitos detalhes, drapeados, transpassados, cinto. Prefira roupas que sejam mais simples e tenham um elemento de destaque, não vários  Foto: Getty Images
 Longos estão liberados, mesmo em festas informais. O segredo é escolher bem a peça. No caso da atriz Kim Cattrall, o modelo tem muitos detalhes, drapeados, transpassados, cinto. Prefira roupas que sejam mais simples e tenham um elemento de destaque, não vários

 As franjas do vestido da atriz Lauren Bosworth combinam tanto com festas mais formais como com as informais, à beira do mar. Mudam apenas os acessórios, que podem ser metalizados também para eventos ao ar livre, mas sem saltos e de preferência, sandálias  Foto: Getty Images
 As franjas do vestido da atriz Lauren Bosworth combinam tanto com festas mais formais como com as informais, à beira do mar. Mudam apenas os acessórios, que podem ser metalizados também para eventos ao ar livre, mas sem saltos e de preferência, sandálias

 A modelo Selita Ebanks usa vestidinho tomara-que-caia branco com escarpins beges. Para uma festa mais informal, vale investir no modelo na companhia de sapatos sem salto, como sandálias rasteiras  Foto: Getty Images
 A modelo Selita Ebanks usa vestidinho tomara-que-caia branco com escarpins beges. Para uma festa mais informal, vale investir no modelo na companhia de sapatos sem salto, como sandálias rasteiras

 A apresentadora Luisa Mell escolheu vestido com detalhe drapeado na altura dos quadris, o que é um bom recurso para disfarçar a região. Também pode ocultar a lingerie, caso esteja marcando a pele. Nos pés, valem sandálias de vários modelos, em tons metalizados, terrosos e também as coloridas  Foto: AgNews
 A apresentadora Luisa Mell escolheu vestido com detalhe drapeado na altura dos quadris, o que é um bom recurso para disfarçar a região. Também pode ocultar a lingerie, caso esteja marcando a pele. Nos pés, valem sandálias de vários modelos, em tons metalizados, terrosos e também as coloridas

 Modelos assimétricos são passe certo para conquistar elegância e sensualidade como mostra a atriz Vail Bloom. O vestido por si só já garante o sucesso do look e pode ser combinado até mesmo com um par de chinelos ou com rasteirinhas de tirinhas  Foto: Getty Images
 Modelos assimétricos são passe certo para conquistar elegância e sensualidade como mostra a atriz Vail Bloom. O vestido por si só já garante o sucesso do look e pode ser combinado até mesmo com um par de chinelos ou com rasteirinhas de tirinhas

 Muitas mulheres amam roupas justas como a modelo Caroline Bittencourt. Mas é preciso ter um corpão como o dela para não fazer feio. Lembre-se de dar uma boa olhada no espelho, de todos os ângulos, inclusive fazendo alguns movimentos para ver como seu corpo se comporta num modelito parecido  Foto: AgNews
 Muitas mulheres amam roupas justas como a modelo Caroline Bittencourt. Mas é preciso ter um corpão como o dela para não fazer feio. Lembre-se de dar uma boa olhada no espelho, de todos os ângulos, inclusive fazendo alguns movimentos para ver como seu corpo se comporta num modelito parecido

 A atriz Nivea Stelmann escolheu vestidinho fluido, feminino e romântico. Se a ocasião pedir, troque os acessórios pretos por outros de tons mais claros  Foto: AgNews
 A atriz Nivea Stelmann escolheu vestidinho fluido, feminino e romântico. Se a ocasião pedir, troque os acessórios pretos por outros de tons mais claros

 Vestidos como o da cantora Wanessa caem bem em vários tipos de silhueta, pois são ajustados e não justos no corpo. Apenas aumente o comprimento se a ocasião, forma física ou idade pedirem. E o modelo vai bem também com sapatos baixos  Foto: AgNews
 Vestidos como o da cantora Wanessa caem bem em vários tipos de silhueta, pois são ajustados e não justos no corpo. Apenas aumente o comprimento se a ocasião, forma física ou idade pedirem. E o modelo vai bem também com sapatos baixos

 Acessórios pretos não estão descartados, como mostra a atriz Natalia Avelon, mas são mais adequados para festas em ambientes fechados e longe de locais como praia ou campo  Foto: Getty Images
Acessórios pretos não estão descartados, como mostra a atriz Natalia Avelon, mas são mais adequados para festas em ambientes fechados e longe de locais como praia ou campo


Na noite de Réveillon, o branco é praticamente uniforme. O uso da cor que ganha a maioria dos looks pede, no entanto, alguns cuidados. Primeiro com os acessórios. Nesse quesito, é recomendado fugir do visual totalmente branco. Segundo, é preciso ficar atenta a possíveis transparências. Confira dicas de como montar seu look para as festas segundo o stylist Higor Alexandre e confira como as famosas escolheram combinar suas roupas no tom.

A cor dos complementos
Um dos principais erros é optar por um look total branco, com roupas e sapatos na cor. Se for um look noite, valem acessórios nos tons prata e ouro, também nas versões prata-velho e ouro-velho. Essas últimas, inclusive, não brilham tanto e são boas opções para usar também durante o dia. Vale ainda misturar prateado e dourado no mesmo look. Para o dia, a roupa branca cai bem com sapatos e acessórios de aspecto natural, como couro marrom, bege ou com texturas de palha e madeira.

Altura do saltos
Saltos são permitidos no look do Réveillon, claro. Desde que a festa seja em solo firme. Nada de tentar caminhar na praia ou na grama de salto alto. "Não dá! Mesmo que a mulher tire na areia, ainda é inadequado", afirmou o stylist Higor Alexandre.

Transparências
Roupas brancas às vezes são transparentes e muitas mulheres usam lingerie branca por baixo evidenciando ainda mais a transparência. O correto é usar preto (acredite!), se a peça não for muito transparente, ou lingerie da cor-da-pele. 

Fonte:TerraModa

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Loja de lingerie recria hotel

Após passar por um recente reposicionamento, a varejista de lingerie Hunkemöller ganhou visual repensado inclusive em suas novas lojas. Para proporcionar um ambiente intimista na Holanda, a marca recriou algumas características de um quarto de hotel no estabelecimento.

  

Preto, branco e rosa são as cores que predominam no espaço, que tem 2 andares. O romantismo foi evidenciado por todos os lados, sobretudo através de laços, que aparecem também no logo da grife. 

   

Em vez de "não perturbe", há tags nas maçanetas, decoradas com pedraria, para que o cliente solicite assistência dos vendedores. Móveis comuns em quartos femininos, como gaveteiro e penteadeira, fazem parte da decoração e são usados como expositores, enquanto fotos e bilhetes dão um toque ainda mais pessoal ao local.

Confira mais detalhes do interior da loja no vídeo abaixo:  


Fonte:UseFashion

'Queridinho das tops' ensina a andar de salto com elegância

Manter as pernas firmes e alongadas faz parte das regras básicas anti-tropeço  Foto: DivulgaçãoPara andar de salto alto é preciso ter uma técnica toda especial, que Namie ensina em suas aulas  Foto: Divulgação
Segunda Namie, para a mulher não basta usar o salto e sim gostar de ser feminina  Foto: Divulgação

Namie Wihby é o nome certo quando o assunto é andar com elegância. Paranaense da cidade de Maringá, ele tem como uma de suas características mais fortes a de saber andar com salto alto melhor que muitas mulheres. Não à toa, foi o responsável por ensinar Izabel Goulart, Raica Oliveira, Viviane Orth, Bruna Tenório e outras tantas a arte de "não descer dos saltos". Até mesmo a atriz Taís Araújo, ao protagonizar a novela global Viver a Vida. tomou lições com o expert.

E se os sapatos de Manolo Blahnik (famoso designer que em um dos episódios de Sex and the City a personagem de Sarah Jessica-Parker diz: "Por favor não encoste no meu Manolo", referindo-se ao cobiçado objeto fashion) já salvaram casamentos, Namie é o cara que ajuda a mantê-los. A convite, Namie Wihby revela dicas preciosas de como andar sem tropeçar, confira.

Como andar em um salto altíssimo sem tropeçar?

Não utilizando os braços como ponto de equilíbrio, ou seja, jamais abrir ou levantar os braços. Manter as pernas firmes e alongadas faz parte das regras básicas anti-tropeço. Lembrando que para saltos de 15 ou 18cm as passadas do andar devem ser menores e não largas. Pise com os pés, desde suas pontas, bem retos. Algumas pessoas pisam com o lado esquerdo do calcanhar para dentro (o famoso 10 para às 2 ou pé de pato), isso contribui para gerar um tropeço ou até mesmo uma queda.

Nenhuma mulher está livre de um tropeço ou escorregão, mas se ela seguir estas regras pode evitá-los. Caso a mulher sofra um tropeço a saída é manter a postura alongada e, elegantemente, continuar andando. 

O que é preciso para ter um andar de modelo?

Treino. Portanto, se faz necessário ter atitude, ou seja, ser determinada e ter autoconfiança. Essa é a condição principal durante o processo de aprendizado de adequação da coordenação motora porque é difícil observar e corrigir os detalhes. Às vezes você anda com ombros caídos e nem percebe e esta é uma das características que tira a elegância do andar. O mais importante é a postura, nunca deixe cair o ombro. 

Como não perder a elegância no dia a dia?

O bom senso é muito importante. Não usar saltos ou sapatos desconfortáveis já ajuda bastante. A mulher moderna, que trabalha fora e passa o dia na correria, carrega um verdadeiro arsenal nas bolsas e isso acaba prejudicando a coluna e perde a elegância. O correto é alternar constantemente a bolsa de ombro e manter a postura ereta e com os movimentos de braços iguais sem movimentar um mais que o outro. 

Como suportar o salto alto durante uma noite inteira de festa?

Não pensar apenas na aparência do sapato, mas também no conforto. É loucura usar sapatos com aqueles saltos gigantescos para ir à uma festas que você terá de ficar horas, principalmente, se for à trabalho.
A dor dos pés ou o desconforto acabam refletindo no corpo inteiro e isso vira um desastre corporal. Dependendo do seu look, faça a opção por sapatos confortáveis e com o salto mais grosso, como o vírgula. Hoje os saltos meiapata também não cansam tanto as pernas.

A mulher ao usar um salto alto passa a imagem de...

Sempre digo que não basta usar o salto e sim gostar de ser feminina. A sensação de segurança e a autoafirmação quando a mulher sobe no salto é de deixar outras mulheres com inveja e os homens literalmente babando. Existe mesmo essa coisa da superioridade de estar nas alturas. Estudos mostram que o salto alto é o elemento que mais desperta a libido e o fetiche dos homens. A mulher se sente sim, mais poderosa e as tímidas mais confiantes. Quando se usa um salto com segurança eles remetem à sensualidade da mulher, ressaltando seios, pernas e quadris.

Os homens também irão aderir aos saltos altos?

Pelo menos nos próximos dez anos, não. O engraçado nesta história é que o salto alto quando utilizado no homem é de maneira escondida. Por exemplo : algumas celebridades como Mel Gibson e Tom Cruise usam plataformas durante as filmagens para ficarem mais altos, só para ajudar a compor o ângulo de uma cena, e o salto nem é mostrado. Mas, se voltarmos para o século 17, na corte do rei Luiz XV, o salto era peça exclusiva do vestuário masculino e a função era a mesma que a utilizada pelos diretores dos filmes nos atores, ou seja, deixá-los mais altos. No caso do rei Luiz XV ele tinha somente 1,60 m de altura e por isso adorava sapatos que aumentavam sua altura.

A mesma tática foi usada por europeus no período anterior ao salto por açougueiros egípcios que utilizavam a plataforma para manter os pés longe da sujeira.

Sendo assim, se na moda tudo que vai volta, podemos esperar uma linguagem atual para o homem contemporâneo. Mesmo achando difícil pode ser possível. Afinal, estamos na pós-modernidade.

Fonte:TerraModa

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Burberry só para mulheres



Burberry  lança chaveiro fashion para as mulheres práticas , que querem estar sempre bem! 

Com três cubinhos em cascata de metal gravados com as linhas da marca, um deles é um gloss cor nude-beige. Além das chaves você vai rapidamente poder fazer aquele retoque em qualquer lugar!  Como tudo o que é bom dura pouco, o chaveiro é edição limitada! Corram meninas!

Fonte:MaisModa

Com estilo até na chuva

 
Não sei como está o resto do Brasil, mas aqui em Nova Friburgo/RJ não para de chover. Pensando nisso, confira alguns looks composto por guarda-chuva e sombrinhas para te inspirar nesses dias.

Vamos lá! Quem está na chuva nem sempre precisa se molhar.


E por falar em chuva, que tal um guarda-chuva para o seu sapato? Isso mesmo, desde o ano passado que nós mostramos a Shuella. O nome é uma mistura de shoe (sapato) com umbrella (guarda-chuva), e resume bem sua função.

Bleubird - Uma família descolada na moda


Já conhece o blog Bleubird? É da americana Miss James: ela é estilista, tem uma loja virtual com roupas e acessórios vintages e tem a família mais linda e descolada do mundo.

Mas isso, ela sabe e quer mostrar para o mundo todo. Para isso, além de postar em seu blog seus looks diários, Miss James publica fotos de seus flhos (lindos de morrer), de seu marido – o fotógrafo Aubrey - e até de seus dotes culinários de dona de casa.

No maior estilo comercial de margarina.



 Fonte:PortalONNE

Os über-acontecimentos da moda em 2010

retros

Sabe aquele história de conhecer o passado para entender o presente? Com 2010 chegando ao fim, preparamos uma retrospectiva de alguns dos acontecimentos mais marcantes para indústria da moda neste último ano.

R.I.P >> 2010 não começou muito bem para a moda. Logo no começo do ano, Alexander McQueen abriu um imenso vácuo criativo quando decidiu por fim em sua vida.

O ano das redes sociais >> Não tem como negar, afinal Mark Zuckerberg não foi capa da revista “Time” à toa. E na moda não foi diferente. 2010 foi marcado pela presença crescente das grifes no mundo digital, fazendo amplo uso de ferramentas como Facebook e Twitter.

Curvas >> O ano começou marcado por uma _breve_ volta das modelos, digamos, mais voluptuosas. Mesmo sendo magrinha, a brasileira Alessandra Ambrósio soube surfar nessa onda como poucas.

O novo sempre vem >> 2010 foi o ano também em que Pedro Lourenço marcou presença no calendário de desfiles internacionais.

Au revoir >> Enquanto uns chegam, outros se vão. Quer dizer, quase. O ano marcou também o fim da Era Gaultier na direção criativa da Hermès.

Sob nova direção >> O mercado editorial nacional sofreu algumas mudanças com a chegada da Condé Nast em solo brasileiro.

Fast Fashion #dasgrifis >> Não é bem novidade, mas fazia tempo que uma parceria entre uma marca de luxo e uma de varejo não causava tanta expectativa. Lanvin + H&M.

De portas fechadas >> Quando todo mundo está escancarando _virtualmente_ as portas de seus desfiles, é natural que uma apresentação fechada para algumas centenas de convidados cause algum reboliço no meio.

Menino ou menina >> Não é bem uma novidade, e Lea T. é só uma pontinha do iceberg, mas 2010 reacendeu o debate sobre os gêneros (ou sua ausência).

Cansei >> Não pode-se dizer que 2010 começou e terminou com perdas fashion, mas a saída de Carine Roitfeld da “Vogue Paris” foi um tanto inesperada.

Fonte:FFW

Top 5: deslizes da moda em 2010


1. Mudança de logomarca da Gap: O novo logo proposto pela Gap não era tão desconhecido assim, pois já estampava alguns produtos e vitrines. O que causou furor do público da marca foi a mudança repentina de identidade nas mídias digitais. A empresa até tentou uma ação de crowdsourcing, pedindo sugestões na web, mas acabou por adimitir o erro, se retratou publicamente e manteve o logo antigo.

2. Linha de maquiagem cancelada por incitar violência: Literalmente não deu para maquiar o deslize da gigante do setor M.A.C. A linha de cosméticos que seria lançada em conjunto com a Rodarte foi cancelada, após uma chuva de críticas por parte dos fãs, na internet. Isso porque os produtos seriam inspirados na cidade de Juarez, no México, que tem alto índice de violência contra as mulheres. Na campanha, fica claro o aspecto mórbido e ofensivo dos makes. As marcas pediram desculpas, mas o erro, com o perdão do trocadilho, ficou na cara.

3. Vitrine polêmica: Um dos grandes estilistas da última década Alexander McQueen foi encontrado morto no ínicio do ano. Causa da morte, suicídio por enforcamento. Como um ícone da moda, seria natural que ele recebesse homenagens póstumas e destaque nas vitrines. Mas Selfridges incomodou os fãs do estilista ao pendurar um vestido McQueen em uma estrutura de madeira, que lembrava uma forca. Os polêmicos elementos foram retirados, mas o deslize ficou.

 

4. Campanhas publicitárias banidas: Agressivos e ofensivos. Foi o mínimo que se ouviu de campanhas publicitárias de 2 grandes grifes da moda, Calvin Klein e Diesel. A 1ª, estrelada pela modelo Lara Stone, foi banida em diversos países, acusada de incitar a violência e o abuso sexual. Já Diesel teve seus anúncios tirados de circulação no Reino Unido, sob alegação de ofensividade e nudez. A grife declarou não entender os motivos para a censura do ensaio, premiado no Festival de Cannes. 

5. Gabbana critica Stella McCartney: O Twitter completou em 2010 o processo de explosão iniciado em 2009. Praticamente tudo que acontece no mundo é noticiado e comentado pelo microblog. Muitas vezes, a opinião exposta pode gerar um grande transtorno, e ganhar proporções homéricas. Que o diga Stefano Gabbana que, em conversa com um amigo, afirmou desconhecer a estilista Stella McCartney e ainda adimirar o companheiro por dar importância para profissionais insignificantes. O deslize ficou completo, pois Gabbana, supostamente arrependido dos dizeres, apagou o comentário de seu perfil.

Fonte:UseFashion

domingo, 26 de dezembro de 2010

Sergio K. proibido para menores












As fotos da coleção de verão 2011 da Sergio K. estão super sensuais. O ensaio foi feito em uma casa noturna onde o modelo masculino contracena com uma mulher que interpreta uma garota de programa, tudo muito ousado e sexy, as fotos são do badalado Terry Richardson.

Nem preciso dizer que über-adorei a campannha e a coleção. Por falar na coleção vale conferir o catálogo do SK

O Louco Amor de Yves Saint Laurent

yves_2.jpg

Em cartaz desde o dia 3 de dezembro, o filme O Louco Amor de Yves Saint Laurent continua atraindo interessados por moda às salas de cinema do País. A vida do modesto e misterioso estilista francês, discípulo de Christian Dior e principal responsável pela popularização do prêt-à-porter no mundo, merece a curiosidade de todos. Ainda mais quando a história é narrada pelo companheiro de Yves durante anos, seu sócio e ex-marido Pierre Bergé.

O filme gira em torno do leilão promovido por Bergé em fevereiro de 2009, depois da morte de Yves. O casal era apaixonado por obras de arte – característica bastante presente no trabalho profissional de Yves, que diversas vezes usou referências artísticas para criar seus modelos – e coletou um conjunto impressionante de peças. “Não conseguimos juntar tudo isso em 10 ou 20 anos, mas em toda uma vida”, diz Bergé no documentário.

yves_5.jpg
Yves Saint Laurent apresenta sua jaqueta safári, com quatro bolsos e  cintos em sarja ou twill
yves_3.jpg
Seu vestido Mondrian, peça ícone de Yves Saint Laurent…
yves_6.jpg
… e as botas acima do joelho, também criações do estilista

O leilão de 733 itens foi feito no Grand Palais, em Paris, tendo um saldo final de 370 milhões de euros – o maior do tipo na história mundial. Entre os artigos, quadros de Picasso, esculturas do Egito Antigo e joias de monarcas ingleses. A venda foi promovida pela maison Christie’s e a obra de maior valor foi um quadro de Henri Matisse, repassado a 32 milhões de euros.

A linha narrativa do filme segue, portanto, a preparação para o leilão. Durante mais ou menos toda a primeira metade, o roteiro percorre a criação do fenômeno Yves Saint Laurent, a fundação da maison de moda, sua vida e dedicação ao trabalho e genialidade criativa. No final, entretanto, perpassa os últimos anos da vida do estilista, que enfrentou severos problemas de depressão, abuso de álcool e drogas e reclusão total até a saída da vida pública e aposentadoria. O narrador é Bergé, seu companheiro fiel, de quem Yves separou-se afetivamente em 1976, mas permaneceu ligado até sua morte decorrente de um câncer cerebral em 2008.

yves_4.jpg
Le Smoking

O Amor Louco de Yves Saint Laurent fez, portanto, escolhas de roteiro bastante particulares. Pouco se falou sobre a importância fundamental do designer na moda do século 20. Criador de peças fundamentais, como Le Smoking (terno feminino), as jaquetas safári, os vestidos Mondrian e as botas de cano altíssimo, ele tornou possível que praticamente tudo que usamos na vida moderna tenha a influência da sua forma de encarar a moda.

Mas as cenas de desfiles antigos, bastidores da criação de Yves e retrospectivas de discursos e entrevistas que ele fez em vida agradam, com toda certeza, aos fãs da elegante maison de moda. É impossível não se emocionar com a cena do último desfile, em 2002, em que ele aparece mais gordo, curvado e com um semblante melancólico. “Eu só via Yves feliz duas vezes por ano: no final dos desfiles de inverno e de verão, em que ele recebia os aplausos calorosos do público; mas a alegria só durava algumas horas”, revela Bergé.

yves_1.jpg 

Fonte:Estadão

Über Fashion

O Über Fashion existe desde 2009 e tem como publisher o blogger Fábio Monnerat.

O blog ainda conta com colunistas convidados.

O blog é indicado pelo EnModa e pelo curso de Fashion Business da FGV-RIO, já promoveu a abertura do verão de Búzios e faz palestras sobre moda masculina e comunicação de moda em todo o Brasil.

Alguns dos nossos parceiros: Handred, Cavalera, Profuse, Divertees, Poggio, Von Der Volke, Natura, Vichy, La Roche-Posay, Couthe, SkinCeuticals, Joias
Coacci, Sobre Barba,

Sua marca no Über, escreva para: ubermcom@gmail.com

Follow by Email