quarta-feira, 15 de abril de 2009

Megatendências femininas do Inverno 2010







As apostas para o inverno 2010 já começaram, a gente escolheu algumas só pra não perder a temporada mais fashion/chique do ano. Essa matéria é do portal Usefashion, que é sempre um grande aliado em nossas pesquisas.


Rebelde, Erudita e Poser: entenda os conceitos que vão guiar as produções de moda
09/04/2009


A construção dos estilos femininos do Inverno 2010 está muito bem demarcada entre três vertentes, alinhadas perfeitamente com os conceitos de Mobilidade, Encadeamento e Extraordinário. Tais conceitos ganham forma ao serem transpostos para os estilos já existentes em outras épocas: Rebelde, Erudita e Poser, e que hoje servem como referência para o que virá.


Mobilidade – RebeldeTrês diferentes manifestações de contestação se agrupam para representar grupos formados durante as últimas décadas. Do movimento punk, a agressividade do preto e dos metais é incorporada. Do rave, cores alucinógenas propiciam a liberdade de mistura de estampas. Do grunge, adapta-se a melancolia com tricô amplo e remodelagens poéticas.



Encadeamento – EruditaAproximando-se ao segmento de luxo, os anos 1940 são enfatizados através da boa costura como forma de status, mas sem cair na linha conservadora. Fundamentada na alfaiataria, com discreta base ecodesign, ao resgatar elementos do passado o ritmo e o volume de produção apontam para a aura de exclusividade do produto.


Extraordinário – PoserFocada no glamour distante e no desejo por experimentações e excessos, esta Megatendência não opõe nenhuma forma de contenção à atual crise mundial. Com muito brilho e pitadas futuristas, o exuberante e afetado da década de 1980 é repaginado através da artificialidade dos materiais e nas estruturas geometrizadas da modelagem em silhuetas ajustadas.


Núcleo de Pesquisa e Comunicação/UseFashion


Colaboração: Eduardo Pedroso



sexta-feira, 3 de abril de 2009

O caminho vem da Índia



Um fenômeno muito interessante em nossa cultura, é o poder das novelas, não é de hoje que elas influência e ditam moda no país. Por isso a onda do momento vem das índias. É provável que o grande momento dessa tendência seja agora no inverno, mas, como no início do verão estaremos acompanhando os momentos decisivos de Maya e Cia, vale a pena ficar atento a riqueza e as cores daquele povo tão rico culturalmente.


Os vibrantes vermelhos da Índia



Presente nos principais momentos da vida religiosa, o vermelho representa a celebração, alegria, boa sorte e paixão. Neste último aspecto, temos a cor firmemente marcada nas cerimônias de casamento. É ali que reina soberano o vermelho; nas mãos e pés, as tatuagens coloridas de hena enfeitam as noivas com desenhos, seda usada na ocasião é vermelha, geralmente bordada com desenhos arrematados por fios dourados.



No maior estado da Índia, o Rajastão, turbantes, véus e saias vão do rosa ao vermelho, as jóias são predominantemente feitas de rubi.
As pimentas, os xales, as flores, as cerejas, as maças de Kulu, tudo ao redor parece apontar a Índia para essa cor que habita o imaginário tradicional.
Lingeries à mostra!
Aposte em lingeries ricas em detalhes dourados, pedrarias, broches e cores exuberantes.


Namastê!!

quinta-feira, 2 de abril de 2009

Os dez mandamentos que toda mulher precisa saber


O livro “Kate Moss Style by Angela Buttolph”. Nele a autora conta como, nos últimos 20 anos, Kate virou ícone de moda.E ela enumera dez regrinhas básicas que Kate segue religiosamente:


1- “Use jeans de um jeito novo”Kate é rainha do jeans, foi ela que popularizou os skinny, os mini shorts e a volta da boca de sino.Mas tudo isso ela usa sempre de maneira oposta ao que está na moda. O negócio é usar o que ninguém está usando. Quando as meninas estavam todas de skinny de cintura baixa, ela surgiu de boca de sino de cintura alta. Virou febre.


2-”Faça parecer natural”Amarre um cinto meio solto no seu vestido de festa. Não escove os cabelos para uma festa. Use kajal preto, bem adolescente, nos olhos, compre roupas vintage e acessórios já um pouco gastos.


3-”Procure a qualidade”Ao invés de usar sua coleção da TopShop, Kate quase nunca compra em lojas normais. Quando ela era adolescente, comprava , malhas de cashmere com gola pólo, vestidos de festa da década de 30 e alfaiataria dos anos 40 em Portobello Market, em Londres. Roupas vintage podem oferecer tecidos de qualidade e corte impeçaeveis que já não existem mais, por uma fração do preço das da moda.


4-”Seja uma rebelde do Dress Code”Esse é um truque que sempre coloca Kate no centro das atenções.Ela sempre vai usar o oposto esperado, em ocasiões específicas. Como uma calça justíssima de couro e um paletó de smoking para o baile de gala do Metropolitan, ou um vestido fofo anos cinquenta para o NME Music Awards. Lantejoulas num festival de música cheio de lama, ou até shorts curtíssimos para um casamento diurno. Ela ignora totalmente o dress code e mesmo assim faz as pessoas da festa se sentirem como se elas é que estivessem com a roupa errada.


5-”Mantenha as estampas eternas”
Xadrez grunge, floral 40’s, listras navy. Kate raramente usa uma estampa da coleção atual de um estilista. Essa é a chave pra um look eterno, juntamente com a combinação de cores neutras, como preto, marinho e cinza. Por isso as fotos dela de vinte anos atrás parecem tão atuais.


6-”Use a roupa justa no tronco”
Kate é pequena e delicada. E depois de trabalhar anos com os melhores estilistas aprendeu o indispensável: as roupas tem que estar ajustadas para parecer que não poderiam caber em ninguém mais além dela. Assim o corpo fica muito mais alongado.


7-”Seja autêntica”
Sempre que Kate quer retratar uma época ela usa peças genuínas. Ser quer ser punk, ela compra uma camiseta de Vivienne Westwood dos anos 70 e não uma “estilo punk” de uma lojinha nova. Se quer ser hippie compra botas verdadeiras de indios americanos de camurça “Winnetonka”.


8-”Foque nas roupas”
Para Kate, vestir-se sempre se tratou de roupas e não de moda. Nas suas aventuras comprando roupa vintage ela aprendeu que uma roupa boa é uma roupa boa. Uma linda blusa de seda é etarna, assim como um trechcoat que te cabe perfeitamente sempre vai ficar incrível. Kate diz que: “as roupas entram e saem da moda. Mas isso não é estilo. Estilo é ser clássica”


9-”Misture tudo”
Kate mistura coisas que, normalmente, não combinariam. Calças de vinil com uma blusinha de renda vitoriana. Ou botas de motoqueiro com um vestido de paetês, ou até um vestido de baile com um casaco de leopardo. Ela quebra regras e acaba ditando a moda no mundo todo.


10-”Em caso de dúvida, compre um diamante”
Do par de bricos de gota do século 19, às argolas de safira e brilhantes que ganhou de Donatella Versace, Kate sabe que o que ilumina uma roupa de verdade é uma jóia incrível porém sutil.

Viram? Agora é olhar o guarda-roupa, ver o que combina com você e tentar trabalhar nos seus próprios dez mais pra virar ícone também!


Über Fashion

O Über Fashion existe desde 2009 e tem como publisher o blogger Fábio Monnerat.

O blog ainda conta com colunistas convidados.

O blog é indicado pelo EnModa e pelo curso de Fashion Business da FGV-RIO, já promoveu a abertura do verão de Búzios e faz palestras sobre moda masculina e comunicação de moda em todo o Brasil.

Alguns dos nossos parceiros: Handred, Cavalera, Profuse, Divertees, Poggio, Von Der Volke, Natura, Vichy, La Roche-Posay, Couthe, SkinCeuticals, Joias
Coacci, Sobre Barba,

Sua marca no Über, escreva para: ubermcom@gmail.com

Follow by Email