terça-feira, 31 de agosto de 2010

Bigodes estão em alta


Ao que tudo indica, Mr. Pringles e Luigi estão em alta. Pelo menos é isso que mostram muitos designers espalhados pelo mundo. A nova moda é lançar acessórios em forma de bigode, seja em bijuterias ou em utilidades domésticas.

KidViskous criou um anel em tamanho grande, nas opções preto, dourado ou prateado. A peça não é nada discreta: ocupa quase toda a largura dos quatro dedos.

Colares, entretanto, parecem garantir a maior gama de opções: Melanie Favreau investe em um modelo com pingente discreto, mais feminino. LittleAngels lançou uma peça mais simples, com corrente de prata e pingente na cor preta. Já a designer Rachael White, da marca Desmitase, criou itens de luxo, todos em ouro e que podem ser cobertos por brilhantes.

Já conhecida por seus lançamentos úteis e divertidos, a empresa Fred & Friends lança um saca-rolha inspirado no bigode. O toque engraçado fica por conta da imagem de anúncio.


Fonte:UseFashion.com

C&A, Marisa e Renner primavera-verão 2010/11

Para a primavera-verão 2010/11, as redes de fast fashion brasileiras apostam no romantismo. As coleções vêm cheias de rendas, cores claras e visual leve. A seguir, apresentamos os lançamentos e as inspirações de 3 das principais marcas do país.

C&A


C&A divide as inspirações em 4 temas: Bonequinha de Luxo, Boudoir, Cupcake Dolls e Safári. Os 2 primeiros trazem referências do universo da lingerie, utilizando tecidos fluídos e acetinados, combinados a rendas variadas, em uma cartela de cores em tons de nude, rosa, off-white, cinza e preto.

Cupcake Dolls retrata o universo dos doces com estampas florais, tecidos delicados e muitas cores. O grande destaque é o vestido com sobreposição de tule e malha floral.

No Safári, a tendência étnica aparece em tecidos rústicos, peças de alfaiataria e modelagens estruturadas, nas cores verde, cáqui, vermelho e limão. Entre as peças-chave, há T-shirts e vestidos mais soltinhos, saias de cintura alta rodadas, saia-tulipa e vestidos estruturados.

Marisa


Tons pastel, náutico, militar-chique e ladylike são os temas de referência. A coleção traz como destaque o mix de jeans com jeans, os vestidos bandagem e as peças com cintura alta. Na cartela de cores, rosa-claro e verde-água para os looks românticos, e verde-oliva e cáqui no militarismo.

Os jeans vêm em novas lavagens e novos modelos, com recortes, detalhes em couro e ilhoses. Os formatos são variados: boyfriend, saruel, skinny e reto. Shorts, coletes, bermudas, vestidos e macaquinhos em denim completam os lançamentos.

Renner


Inspirada na mulher brasileira, Renner busca referências de 4 estados do Nordeste (Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco e Bahia). Traz o colorido, a cultura, as paisagens, a música e os aspectos de cada uma dessas regiões, em itens como macaquinhos, corsets, shorts, bodies, lingerie e saias com cintura marcada.

Destacam-se as peças que valorizam o corpo com transparências sutis, tecidos fluídos e ombros marcados por meio de drapeados, ombreiras e mangas bufantes. Entre os lançamentos, também há itens que se inspiram no guarda-roupa masculino, como paletós, coletes e camisas, mas em uma leitura feminina.

Renda, cetim, chiffon, algodão com seda, jérsei, tricoline, tule, linho, palha, bordados, denim, sarja, malharia de algodão e viscose são os materiais utilizados. A estamparia traz florais, animal prints e tribais. O universo do artesanato é representado por rendas e crochê.

Fonte:UseFashion.com

Após hiato no SPFW, Huis Clos retorna com peças leves e tons suaves

Mesmo afastada das passarelas do 29º São Paulo Fashion Week, Huis Clos não deixou de preparar sua coleção de verão 2010/11. Apresentadas recentemente em um coquetel nas 6 lojas da marca, as peças criadas pela estilista Sara Kawasaki, sob direção criativa de Clô Orozco, reinventam as principais características da grife.


"Um cruzeiro para muito além desta civilização" serviu de inspiração para encontrar as paisagens e sensações que a mulher contemporânea quer. O compromisso com a renovação que a Huis Clos vive é visível na modelagem, que traz vestidos com leve blusê, cavas amplas e calças que afunilam na panturrilha.


Estampas gráficas, tecidos leves e cores como oliva, rosê, turquesa, cinza e avelã evidenciam uma versão e delicada suave da temporada. Entre os acessórios, destaque para o mix de materiais, como a cobra karung com outros tipos de couro.

Fonte:http://www.usefashion.com/categorias/noticias.aspx?IdNoticia=89162

A moda invadiu a noite de Búzios




O lançamento do Curso de Extensão em Moda da Universidade Veiga de Almeida de Cabo Frio conteceu na Pachá neste sábado (28/08) com desfiles da coleção de verão das grifes Azai Biquinis, Lupa Lupa (óculos), e Made In Guarda (eco-sustentável). Claro que nos da über estávamos lá para conferir...

Búzios tem tudo haver com moda e a escolha da cidade já mstra que a UVA tem um curso de vanguarda, não ficando limitada apenas a teoria, mas um curso altamente antenado com o universo fashion... Amei e recomendo!

A gente começa a pensar em Búzios e quase se perde na magia daquele lugar maravilhoso, mas se não bastasse todo esse evento incrível, a pegada do curso da Veiga abraça forte (um tema que a gente ama e super apóia) a questão da sustentabilidade na moda. Para o desfile os acessórios foram todos confecionados com restos de garrafas pet, tampas de refrigerantes e um vestido (que a super Aline Santana usou) confeccionado todo em plástico pela designer Izabel Souza na ONG Somunear.

Só podemos dizer que über-amamos! 

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Ecobags ainda são vistas como acessório de moda




  Com a mudança de comportamento do consumidor e o aumento de produtos criados em prol da preservação ambiental, muitas empresas têm investido nesse nicho de mercado e é cada vez mais comum encontrarmos no varejo a oferta de ecobags, bolsas produzidas com fibras orgânicas ou recicladas. Mas o que foi criado como alternativa funcional para o uso de sacolas plásticas, não tem passado de conceito de moda. Isto é o que aponta a pesquisa realizada pela empresa Gatto de Rua que entrevistou 1.064 pessoas em diversos comércios e identificou que 71% delas não utilizam suas ecobags para os fins de transportar produtos, e sim, como artigo de moda.

Pesquisa realizada no litoral sul de São Paulo, nas cidades de Santos, Bertioga, São Vicente, Guarujá, Praia Grande, Cubatão, Itanhaém, Mongagá e Peruíbe, participaram do levantamento supermercados, lojas, livrarias, farmácias e quitandas. Das pessoas entrevistadas, apenas 34% possuíam sacolas ecológicas e dessas, 71% não estavam utilizando-as na hora da compra. Os principais motivos apresentados foram o esquecimento, a pouca praticidade para carregá-las e a opção de reuso das sacolas plásticas, principalmente como sacos de lixo.

"Embora tenha havido um avanço considerável na conscientização ambiental, os consumidores compram as sacolas ecológicas, mas a utilizam mais como um acessório para passeio do que como medida de preservação ambiental. As pessoas precisam se conscientizar que suas atitudes geram conseqüências para o nosso planeta", diz Elaine Guapo, diretora de Marketing da empresa realizadora da pesquisa.

Ainda de acordo com a pesquisa, as mulheres são as que mais utilizam as sacolas ecológicas, representando 83% dos consumidores do artigo. A utilização das ecobags é mais notada em supermercados com 68%, contra 23% em quitandas, e 9% em outros tipos de estabelecimentos.  

Produção de sacolas plásticas diminui
 Apesar dos dados apontarem o pouco uso das ecobags, há uma diminuição na produção de sacolas plásticas. De acordo com dados da Plastivida, Instituto Sócio-Ambiental dos Plásticos, até agora, houve uma queda de 16,2% na sua fabricação. Das 17,9 bilhões sacolinhas fabricadas em 2007, houve uma redução para 15 bilhões em 2009. Apesar da diminuição, seja pela ampla divulgação sobre os problemas para o meio ambiente ou pelas legislações que proíbem ou impõem a substituição por biodegradáveis, os índices continuam altos e há a expectativa que haja uma redução no consumo para 14 bilhões até o final deste ano.

No Brasil, são distribuídas mais de 1 bilhão de sacolas plásticas por mês nos supermercados. Isso equivale, em média, a 66 sacolas por pessoa e cada uma, leva até 300 anos para se decompor. Além disso, as sacolas emitem diversos gases poluentes durante o processo de fabricação.  "O percentual de sacolas plásticas recicladas é quase zero, pois a maioria é usada como saco de lixo, ficando contaminada por restos de alimento, entre outros materiais. As sacolas ecológicas continuarão sendo uma solução para diminuir a poluição e o acúmulo do lixo no planeta, as pessoas apenas têm de ser educadas ambientalmente para evitar a plastificação do nosso planeta", afirma Elaine.

A gerente afirma também que em cidades onde foram adotadas medidas educativas para coibir a utilização de sacolas plásticas, a população colaborou bastante. “Quando há conscientização das pessoas, o número de adesões é muito significativo. Por exemplo, em Xanxerê, cidade de 42 mil habitantes no interior de Santa Catarina, por iniciativa da própria população, pois não há legislação específica, conseguiu-se cortar 91% do uso dos sacos desde abril de 2009, quando os supermercados passaram a cobrar pelas sacolas plásticas”, diz a diretora. 

Legislação


 A proibição do uso de sacolas plásticas já virou lei em cidades dos Estados do Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e São Paulo.  A substituição pelas embalagens biodegradáveis, oxi-bio e retornáveis já foram implantadas em Goiás, Espírito Santo e Maranhão. Só em São Paulo, a proibição já está em vigor nos municípios de Jundiaí, Osasco, Sorocaba, Santos, Piracicaba e Guarulhos.

Na Europa, países como Itália, Bélgica, Alemanha, Holanda e Suíça, tributam o uso de sacolas plásticas. Na Irlanda, em 2003, foi adotada uma lei de imposto sobre o uso dos sacos plásticos, o que reduziu o consumo em 90%. Na Espanha, Noruega e Reino Unido está em debate a adoção de proibições ou impostos sobre o uso. Em Taiwan, o uso também é tributado e nas cidades de Dhaka (Bangladesh) e Bombaim (Índia) o uso já é proibido. Na África do Sul os plásticos mais finos são proibidos e os de espessura maior são tributados, assim como na Eritréia, Ruanda, Somália, Tanzânia, Quênia e Uganda.

Nos Estados Unidos, Washington proíbe a distribuição gratuita de sacolas plástica. As cidades de San Francisco e Oakland, na Califórnia, proíbem os sacos, e promovem a utilizam de sacolas reutilizáveis ou recicláveis. No restante do Estado, os supermercados são forçados a aceitar sacos vazios de volta para reciclagem. Iniciativas semelhantes de coleta e reciclagem estão sendo estudadas em Nova York, Nova Jersey e Maryland.



Edição: Stéfanie Privado
Fotos: Divulgação
Fonte: Atelier de Idéia

Lenzing lança nova fibra para tecidos finos


 


A Lenzing, maior fabricante de fibras texteis celúlósicas com sede na Áustria, acaba de apresentar a patente para a microfibra de maior qualidade da gama Modal. A  nova MicroModal® Air é considerada pela empresa a grande inovação em termos de fibras para o setor da lingerie e tecidos muito finos. Nas instalações austríacas já estão sendo fabricadas amostras do novo produto, que ainda não tem data para chegar ao mercado brasileiro. De acordo com a Lenzing, o processamento da fibra será realizado em parceria com os clientes.  Os fios obtidos a partir desta fibra podem atingir títulos de até 225Nm – Número Metrico (corresponde a 225 metros de fio pesam 1 grama).

“O novo Modal foi desenvolvido para atender às necessidades do mercado de tecidos cada vez mais finos e suaves, como o segmento de lingerie, e pode ser produzido em máquinas de elevado desempenho”, explica Gilberto Campanatti, diretor técnico da Lenzing no Brasil. Ele diz que por ser uma tecnologia recente, a produção ainda está limitada no mundo, mas aposta: “Não tenho dúvidas de que em breve o produto conquistará o mercado de lingerie e de moda”.  

Os títulos de MicroModal® Air deverão ser processados conforme características especiais do produto final. Por essa razão, a Lenzing colabora com empresas de malharia que possuem máquinas com galgas mais finas (e36). As primeiras amostras  de tecidos já estão sendo fabricadas e, além de uma superfície suave e uniforme, apresentam um peso inferior a 100 gramas por metro quadrado.
Tecnologia e ecologia
De acordo com a Lenzing, a nova fibra é muito mais fina e suave do que as suas congéneres, permitindo a produção de tecidos mais “macios, envolventes e tão agradáveis como uma segunda pele”. Além destas propriedades, a empresa também ressalta o caráter ecológico da produção, assegurando que as fibras Modal® da Lenzing são fabricadas a partir de madeira de faia e que todos os produtos derivados do fabrico das fibras são recuperados e utilizados em outros processos. “A faia é uma árvore com grande poder de regeneração e a técnica de manejo gerenciado bem como a tecnologia empregada pela Lenzing primam pelo respeito ao ambiente”, conclui Campanatti.




Fonte: Depto. Comunicação Lenzing

Por: Marcia Mariano

Varejo de Moda - Como vender para mulheres



Imagino que quando você leu o título deste artigo deve ter pensado: “As mulheres já não são compradoras natas ? Eu preciso saber como vender para elas?”

Até concordo com você e com o cientista de compras Paco Underhill que afirmou “Comprar é Feminino”, mas acredito também que se uma loja conhece bem como uma mulher realmente deseja comprar, há ainda chances de ela vender mais e mais para elas.

Então, é sobre este assunto o artigo desta semana: como vender mais e melhor a moda para as mulheres, que ao mesmo tempo em que parecem ser tão reveladoras das suas necessidades, muitas vezes escondem, com a intenção de serem surpreendidas, seus reais desejos.

É importante saber que se sua loja vende produtos relacionados à moda, como roupas, calçados e acessórios, a sua loja já tem meio caminho andado. A moda é para as mulheres, o que o futebol é para os homens. Mulheres a-d-o-r-a-m comprar moda! Gostam muito mais de comprar moda do que fazer compras no supermercado, comprar automóveis, eletrônicos ou apartamentos.

Contudo, há algumas características só das mulheres, que as tornam compradoras que merecem a atenção especial de todo o varejista de moda.

Vamos lá, para 3 delas!
1)    Para as mulheres TUDO tem importância!
Se às vezes você está um pouco desanimado com sua loja, e relaxa um pouco em decoração, limpeza, vitrines, arrumação dos produtos, brindes ou eventos, CUIDADO! As mulheres percebem qualquer lapso seu, e pior, tiram suas conclusões: “esta loja não vai bem”, “os produtos devem estar desatualizados”, “ não pagam bem funcionários” e outras mais igualmente negativas.

Em contrapartida, cada mudança, cada capricho, cada detalhe diferente na loja, elas reconhecem e também tiram suas conclusões: “esta loja sempre tem novidades!”, “esta loja está crescendo!”, “seus produtos só podem ser atualizados”

Portanto, caro lojista, a dica para vender para mulheres é: não economizar nos detalhes e caprichar em tudo, desde o cartão da loja, quanto à vitrine e até no estacionamento. Assim é um lugar perfeitamente feminino!

2)    As mulheres procuram aprender o tempo inteiro!
Diferentemente dos homens, as mulheres não sentem vergonha de aceitar dicas de como usar e manter um produto, ou que está “in”, o que está “out”. Todo aprendizado é muito bem vindo para elas.

Está aí uma grande oportunidade para sua loja ter sucesso, que é informá-la sobre tudo do mundo da moda. Dê dicas de como amarrar um lenço, comente sobre desfiles internacionais, presentei-a com a última cor de esmalte, ajude-a a definir seu estilo. Enfim, torne sua cliente uma expert em moda, que ela vai relacionar sua loja ao “lugar onde ela se atualiza e compra com segurança!”

E o melhor de tudo isso: assim como elas aprendem, elas ensinam! As mulheres adoram repassar aquela “dica esperta” para outras, e neste passe-e-repasse o nome da sua loja aparece com certeza!
3)    As mulheres adoram criar conexões!
Elas se sentem mais seguras quando estão “conectadas” a outras mulheres. Isto não tem nada a ver com conexões de rede ou algo do mundo virtual. Estas conexões se referem a elos que as unem umas às outras.

Acredito que você já deve ter presenciado em sua loja ou em algum atendimento uma situação assim: é final de setembro, uma nova cliente entra na loja, e percebe que alguma vendedora está recebendo vários cumprimentos de parabéns, pois é aniversário dela. A nova cliente, mesmo sem conhecer a vendedora, imediatamente fala: é seu aniversário hoje? Então você é de libra? Conheço você bem, então, minha mãe também é de libra... E dali em diante se desencadeia uma longa conversa sobre signos, depois pode se partir para gastronomia, moda , viagens e por aí vai.

Conclusão : duas mulheres que nunca tinham se visto, passam a ter várias coisas em comum, e a nova cliente sai muito satisfeita porque criou “conexões”. E ela vai sempre querer voltar naquela loja porque se sente segura lá, pois é um lugar onde as pessoas a conhecem.

Assim, a dica é: promova conversas com suas clientes, tenha equipe de vendedoras que gostem de conversar e tenham desenvoltura em diversos assuntos. Recheie as conversas com cafezinhos, docinhos e... sutis apresentações dos produtos. Com certeza, sua cliente vai querer ficar mais tempo na sua loja. Será o lugar perfeito para ela criar mais e mais conexões.

Enfim, se você vende moda para mulheres já é um varejista de sucesso.
E se aproveitar estas dicas, elas vão se apaixonar!

Boas vendas para mulheres!


Entre em contato comigo através do e-mail cristina@nmarinho.com.br ou pelo site www.nmarinho.com.br
Por: Cristina Marinho
Consultora especialista em marketing e comportamento do consumidor.

Esporte e moda em mais uma edição do U.S Open 2010



Na próxima semana, a tenista Caroline Wozniacki inicia a disputa do último torneio Grand Slam do ano, o U.S Open, em Nova Iorque. A dinamarquesa, que está entre as cinco melhores do mundo e já disputou mais de dez torneios em 2010, entrará em quadra com a nova coleção adidas by Stella McCartney, desenhada especialmente para ela.

“Há um ano estou jogando com roupas adidas by Stella McCartney e nesse período saí da oitava posição no ranking mundial para a terceira. Estou muito orgulhosa de ver que continuo evoluindo e melhorando minha performance, sem contar que tenho feito isso com muito estilo em quadra, o que já está se tornando uma marca para mim. O torneio feminino é uma competição onde as roupas são importantes, e vestir Stella é estar sempre um passo à frente”, diz Carolina Wozniacki.

A nova linha feita para a tenista segue o mesmo tema da coleção primavera/verão 2010. As silhuetas são inspiradas em vestidos femininos, lingeries e espartilhos, unindo a fragilidade da renda com a modernidade das roupas esportivas. Os cortes elegantes e justos são estilosos e muito funcionais, já que utilizam materiais com a tecnologia CLIMALITE®, que mantém o corpo seco, conduzindo o suor para longe da sua pele.

“Adoro trabalhar com a Caroline! Ela realmente gosta de design e moda nas suas roupas de tênis e acho que o clima da nossa parceria e a energia que ela tem realmente se reflete em quadra. Sei que ela gosta de estar bem vestida, e acha que isso ajuda no seu desempenho. Tenho muito orgulho de fazer parte dessa história vencedora”, afirma Stella McCartney.

No torneio de simples Caroline utilizará um vestido na cor preta, com tecnologia CLIMALITE®, um top de cor amarelo neon e uma jaqueta branca. Além disso, ela também terá uma viseira branca de algodão, 100% orgânica, e um tênis adidas Chalcedon em branco e neon, inspirado no renomado Barricade V, que oferece estabilidade, flexibilidade e conforto. Com a bolsa “Ready to Dance”, a tenista levará seus pertences pessoais e seus objetos de sorte. Para os jogos de duplas, Caroline utilizará o tênis modelo Tank em amarelo neon, uma saia preta, uma viseira branca e um casaco branco.

Verão 2011 em technicolor

Lanvin

Louis Vuitton

Christian Louboutin

Lanvin


M.A.C


Louis Vuitton


Sony Vaio


Tendence


Dior


Emporio Armani


Para o verão aposte em cores vibrantes e alegres, mas faço com moderação, acho que todo mundo já viu que em qualquer sapataria e loja de departamentos as vitrines estão lotadas dessas cores... Para não cair no clichê, escolha apenas uma acessório poderoso e vá com tudo!

H&M lança linha especial de festa



H&M está preparando uma coleção-cápsula especial com roupas de festa. Chamada By Night, a linha conta com cerca de 20 peças, que vêm em formatos justos e curtos, para valorizar as formas do corpo. Nesta semana, a marca divulga as primeiras imagens.

Renda, cetim e crepe estão entre os materiais utilizados. A cartela de cores é variada, mas há destaque para os tons rosados claros (quase nude) e preto. Estampa selvagem, drapeados e aplicações de metais compõem alguns dos detalhes.

Chamam atenção também as peças que misturam franjas e ilhoses, em uma combinação de boho com glam rock. A coleção deverá chegar às lojas no final de setembro.

Fonte:http://www.usefashion.com/categorias/noticias.aspx?IdNoticia=89001

Über Fashion

O Über Fashion existe desde 2009 e tem como publisher o blogger Fábio Monnerat.

O blog ainda conta com colunistas convidados.

O blog é indicado pelo EnModa e pelo curso de Fashion Business da FGV-RIO, já promoveu a abertura do verão de Búzios e faz palestras sobre moda masculina e comunicação de moda em todo o Brasil.

Alguns dos nossos parceiros: Handred, Cavalera, Profuse, Divertees, Poggio, Von Der Volke, Natura, Vichy, La Roche-Posay, Couthe, SkinCeuticals, Joias
Coacci, Sobre Barba,

Sua marca no Über, escreva para: ubermcom@gmail.com

Follow by Email