sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Liberdade pras estampas!







Sabe o floral Liberty? Mesmo que não seja pelo nome, você já se deparou com ele: é aquele floral miudinho! O que você talvez não saiba é que ele se chama Liberty por causa de uma marca inglesa chamada Liberty of London, que recentemente inspirou Nike, Kate Moss pra Topshop…






















Eu vejo flores em você!


A Liberty nasceu na década de 1875, primeiramente chamada de East India House, pelas mãos de Arthur Lasenby Liberty. Os tecidos orientais que ela vendia ficaram tão famosos que Arthur começou a importar seda, cashmere e algodão sem tingimento, para estampá-los à mão na Inglaterra. O mais interessante é que, quando começou a fazer roupas, o foco da grife não foram as modinhas da hora mas inspirações em vestuários históricos adaptados pra aquele momento - ou seja, tudo já nasceu com um gostinho de vintage!

A história deles é mesmo gloriosa - vale ficar de olho. Paul Poiret já criou pra marca (pós-auge, no começo dos anos 30) e vários outros já usaram os seus tecidos, de Cacharel a Mary Quant. Hoje, a Liberty continua existindo, inspirando outras marcas (inclusive nacionais, nesse verão mesmo!). O novo boato que circula pela web é que ela seria a próxima convidada da rede de departamento Target pra uma colaboração! Já fizeram coleções especiais pra Target diversos nomes fortes como Alexander McQueen, Anna Sui e Rodarte. Ou seja: mais um sinal de que Liberty é super in!

Instituto Ecotece traz curso sobre moda ecológica


Todo mundo quer ajudar o meio ambiente, mas nem todos sabem por onde começar. O papel da moda nessa discussão é importante e as diversas formas de contribuir podem ser esclarecidas no Instituto Ecotece, em SP, do dia 31/08 a 03/09. Trata-se do curso “Vestir Consciente”, que pretende capacitar os participantes no desenvolvimento de trabalhos ecológicos e sustentáveis no mercado de moda.

A idéia é que todos saiam sabendo como agir e explorando os conceitos sem cair no lugar comum. A metodologia tem como base dinâmicas interativas e exercícios práticos sobre o assunto discutido durante as aulas. Se você se animou mas está no Rio, não se desaponte! O curso também rola na capital carioca, dos dias 21 a 23/09. Pra mais informações, clica na Agenda!

Fonte: http://msn.lilianpacce.com.br/reciclese/instituto-ecotece-curso-vestir-consciente/

O style.com deu a Melissa de Zaha Hadid como objeto de desejo


Referência maior no mundo da moda, o style.com publicou produto made in Brazil em sua concorrida página de objetos de desejo. A escolha do site? Uma Melissa desenhada pela arquiteta iraquiana Zaha Hadid.

É que a sandália de Zaha chegou há pouco na loja do Brooklyn, em NY, e criou tamanho zumzumzum que já está esgotada, com direito a fila de espera e tudo. Foi a primeira vez que a renomada arquiteta fez parceria com uma label.


Sandálias da Melissa estão inspirando coleções de grifes internacionais




O legado da marca Melissa está sendo revisitado por marcas internacionais nesta temporada verão no Hemisfério Norte. Sapatos de plástico fazem parte das coleções de marcas como Givenchy, Chloé, Yves Saint Laurent, Tory Burch, Sigerson Morrison e Lacoste.



"Acho que a Melissa contribuiu para quebrar tabus sobre calçados de plástico. É muito interessante ver como o mundo da moda está agora adotando algo que fazemos há 30 anos", declarou Eduardo Jordão de Magalhães, diretor de marketing da Melissa ao jornal The New York Times, que dedicou matéria aos calçados de plástico, dando grande destaque à empresa brasileira.

Além dos preços mais baratos do que calçados das grifes, o que também tem atraído os consumidores é o apelo sustentável já que o impacto da produção dos calçados é menor do que os feitos de couro. E alguns ainda podem ser reciclados, como é o caso da Melissa que produz 30% dos calçados com PVC reciclado.


Fonte:http://moda.terra.com.br/interna/0,,OI3931829-EI1119,00-Sandalia+de+plastico+brasileira+inspira+grifes+famosas.html

Semanas de moda brasileiras para o inverno 2010 já têm datas



Enquanto a temporada de desfiles internacional nem terminou ainda - a Semana de Moda de Nova York e Londres acontecem em setembro e a de Paris, em outubro - por aqui, já estão definidas as datas dos eventos para lançamento das coleções inverno 2010.

A 16ª edição do Fashion Rio ocorre de 8 a 13 de janeiro de 2010, no Píer Mauá, zona portuária da cidade do Rio de Janeiro. Já o São Paulo Fashion Week, que chega à sua 28ª edição, ocorrerá de 17 a 22 de janeiro do próximo ano, na Bienal do Ibirapuera, na cidade de São Paulo.


quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Twitter supera a marca de 51 milhões de visitantes



Julho foi um mês movimentado para o Twitter em termos de notícias e eventos. O microblog mudou o desenho de sua página, adotou a palavra "tweet", lançou o Twitter 101 e teve um grande problema com documentos internos, que foram parar na mão de hackers. E tudo isso aconteceu em uma metade do mês.Devido às atividades, um índice significativo: o Twitter atingiu, de acordo com a empresa comScore, 51.6 milhões de visitantes únicos ao redor do mundo, no final do mês. A rede social adicionou 7.1 visitantes únicos de junho para julho.


O crescimento continuou com um aumento de 16% nas visitas em junho. Os visitantes do Twitter cresceram 19% de maio a junho e 16% de abril a maio. Mas a maior taxa de crescimento mundial aconteceu em março, quando o site cresceu 95%, de 9.8 milhões para 19.1 milhões de visitas, segundo a comScore. O mês de junho foi mantido pelos protestos contra as eleições do Irã.O Twitter viu um ligeiro aumento nos Estados Unidos, em junho eram 20 milhões de visitantes e cresceu para 21.2 milhões, representando 41% do tráfego. Visitas internacionais, agora, representam 59% do tráfego e aumentou 55% em junho.



A comScore avalia que o Twitter é o 47º maior site do mundo. Em junho ele era o 52º e agora passou a BBC e a Craigslist.Essas estimativas contam somente o tráfego do Twitter.com. É importante notar que como a maioria dos usuários do Twitter não vão ao website e usam os apps para consumir e publicar tweets, a audiência total do Twitter pode ser ainda maior. Mas ele, claramente, continua crescendo.



As informações são do site Techcrunch.

CONSUMO AUTORAL: AS GERAÇOES COMO EMPRESAS CRIATIVAS - O livro que não dá para não ter...



SINOPSE

Estudo produzido pelo pioneiro e renomado instituto de pesquisa de tendências e consultoria estratégica, Future Concept Lab, de Milão. O consumidor é ator e autor de suas próprias escolhas de consumo. A idéia central é que o consumidor de hoje é uma espécie de empresa criativa e cada vez mais o mercado deverá estar preparado para confrontar-se com ele. O Consumo Autoral é na realidade um neologismo e se propõe a falar do consumidor atual em duas dimensões: a de autor (tendo voz ativa nas suas escolhas de consumo) e a de ator (recusando a banalidade do consumo em favor de uma experiência ativa). “Este consumidor é a figura do futuro”, afirma Francesco Morace. 

Ele não é apenas um consumidor passivo que se adequa às ofertas mas é um protagonista em termos criativos. Nesta perspectiva fica cada vez mais difícil distinguir entre aquilo que nós consumimos e aquilo que nós mesmos produzimos”, diz. Nos dez capítulos que compõe o livro, são analisados dez grupos geracionais distintos que encarnam esta nova condição do consumidor. “Estes grupos geracionais são analisados através de seus valores, modo de pensar, comportamento e vida cotidiana”, explica Francesco Morace, sociólogo, jornalista, escritor e presidente do Future Concept Lab. Na seqüência, há um parte dedicada a exemplos práticos de como estas gerações vivem seu próprio cotidiano partindo de duas áreas, que segundo pesquisas do FCL, serão importantes no futuro: o turismo e a domesticidade.

DADOS DO PRODUTO
TÍTULO: CONSUMO AUTORAL: AS GERAÇOES COMO EMPRESAS CRIATIVASTÍTULO ORIGINAL: CONSUM-AUTORI: LE GENERAZIONI COME IMPRESE CREATIVEISBN: 9788560166213IDIOMA: Português.ENCADERNAÇÃO: Brochura Formato: 16 x 23 136 págs. ANO DA OBRA/COPYRIGHT: 2008ANO EDIÇÃO: 2009

AUTOR: Francesco Morace

Gringas e charmosas







SANDÁLIAS MATT BERNSON

Seu celular toca. Sua melhor amiga está do outro lado da linha. De tão ansiosa, mal cumprimenta:- Você está sabendo da novidade sobre as sandálias do designer nova-iorquino Matt Bernson? Ela mal deixa você responder - e emenda:- Elas finalmente serão lançadas hoje, na Danae, no Rio Design Leblon.


Você tenta mais uma vez balbuciar algo. Ela interrompe:- Eu sei que usar rasteirinhas nesse clima incerto de frio-calor-frio-calor parece loucura, mas essas são um caso à parte. Adorei os modelos Flash, Barracuda, Ampari e Swain... São da série "lindos e confortáveis". Aliás, sabe aquela minha gladiadora verde metálico que você adora? Você tenta responder mais uma vez e...- É Matt Berson!

Ele virou xodó entre celebs como Gisele Bündchen, Sarah Jessica Parker e Jennifer Aniston. E o detalhe bacana é que o próprio Matt estará aqui no Rio para o lançamento. Quero ir lá, vamos? Posso passar aí para lhe pegar...Enfim, você consegue uma brecha:- Você me mataria se eu disser que já estou aqui na Danae?


Os sapatos do momento!











Os sapatos na vitrine da loja Oscar de la Renta na Madison Avenue estao seguindo a tendencia dos metalicos. Mesmo os modelos classicos como o scarpin preto possui detalhes metalicos. (prata e dourado - tendencia de varios invernos). A botinha preta, o sapato dourado com faixas pretas e a bota com tachas sao os mais modernos da vitrine e vao estar nas ruas logo, logo...
As botas branca e pretas da Chanel sao cobertas de pelos - vamos ver se esta tendencia chega nas ruas...

In his Madison Avenue boutique windows Oscar de la Renta shows some classic shoes with a trend twist like the gold/metalic detail on the black heels. The gold with black stripes and the ankle boot version are perfect to wear with little dresses for a night in town. The boots follows the same metalic trend.
The Chanel boots are covered with some sort of hair in white and in black - let's see if that will go to the streets.

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Os vestidos e sapatos que mudaram o mundo








Existem listas de todos os tipos. Quando o assunto é cultura, são mais abundantes- os melhores filmes do século, as músicas mais tocadas nas rádios, os livros mais comprados do mês e por aí vai. Pois agora surge mais uma nova lista fashion: o Desing Museum, de Londres, se uniu à editora Conran Octopus para lançar uma série sobre os 50 vestidos, sapatos, carros e cadeiras mais significativos dos últimos anos. A ideia é reunir cada assunto em um livro e mostrar produções que tiveram maior impacto no design britânico atual, explicando a importância de cada item selecionado e de seus criadores.
No Fifty dresses that changed the world (Os cinquenta vestidos que mudaram o mundo), as peças icônicas como o New look, da Dior (1947), e o Mondrian, de Yves Saint Laurent (1965), estão misturados a vestidos usados por celebridades dentro e fora das telas, como o esvoaçante frente única branco de Marilyn Monroe, em O pecado mora ao lado, o pretinho Givenchy imortalizado por Audrey Hepburn, em Bonequinha de luxo - que, aliás, é a capa da publicação -, e ainda o vestido de noiva usado por Lady Di em seu casamento com príncipe Charles e o longo de Julia Roberts no Oscar de 2001.Levando-se em consideração que a exposição temporária mais visitada na história do museu foi a retrospectiva de Manolo Blahnik, realizada em 2003, o livro sobre os 50 sapatos que mudaram o mundo deve também se tornar um sucesso. Tem as plataformas Mock-Croc de Vivienne Westwood, aquelas que derrubaram a top Naomi Campbell na passarela em 1993, o primeiro All Star, de 1917, e até os recentes Crocs. Os livros serão lançados em outubro, mas não serão vendidos no Brasil. Quem quiser já pode comprar na pré-venda do site americano Amazon (U$ 13,60, cerca de R$ 25 sem as taxas de transporte e importação) ou pelo portal da própria editora, o octopusbooks.co.uk, mas só a partir de 05.10 (£12.99, cerca de R$ 39 sem as taxas).

O vestidinho que vai virar mania no verão 2010














Em 2007, quem queria estar moderna tinha (ah mas tinha!) que ter um vestido tipo camiseta. Na época, a peça apareceu com tanta frequência que Gloria Kalil apelidou-a de vestido-mônica. A forma lembrava o modelito vermelho que a Mônica, personagem famosa da HQ brasileira, usa desde sempre.Em 2009, o vestido anuncia que não vai mais se vestir de t-shirt. Menos relax, mais romântico: ele adotou forma acinturada, com corpete ajustado e saia curta tipo tulipa. É tão gracioso que poderia ser chamado – por falta de nome melhor – de vestidinho 2010.

O vestidinho 2010Agora que foram apresentados, vocês vão se cruzar o tempo todo por aí, o Chic garante. Uma rápida passada de olhos nas vitrines e nos catálogos de moda do verão 2010 resulta em número alto: algo como nove entre dez marcas apostaram no modelo, que tem tudo a ver com a atual mania de cocktail dresses, os vestidos curtos que desbancaram os longos e mídis nas festas formais.

Mas ele também é feito para ser usado de dia, sob coberturas amplas, como o paletó do namorado e o cardigã longo, ou curtas, como jaqueta e colete jeans. Com cinto, fica superbacana. Nos pés, vão bem as sandálias pesadas e os sapatos masculinos (é que o escarpim e a sapatilha são respostas muito caretas para essa modelagem).
Alto lá com a fofura. Este vestidinho é tão cheio de "inhos" que pode deixá-la com cara de pré-adolescente. Repare bem como o desenho da roupa mistura a inocência da saia tulipa com a sensualidade do comprimento curto e do corpete justo (na maioria das vezes, tomara-que-caia). Se isso acontecer, melhor deixar essa moda de lado e lançar mão de outras tendências: tem o nude, o fluo, o cropped, o drapeado...

As cuecas que podem prever o futuro financeiro



O que cuecas e a crise econômica têm em comum? Segundo o ex-presidente do Fed, Alan Greenspan, muito. O economista americano tem uma teoria: em tempos bicudos, a primeira coisa que o homem deixa de comprar é underwear – o raciocínio segue uma lógica (masculina) bem peculiar: como a cueca é algo que ninguém vê, não haveria necessidade de comprar uma nova. Se Greenspan estiver certo, não é estranho pensar o oposto - ou seja, que a economia vai bem quando as vendas de cuecas aumentam. E não é que, nos Estados Unidos, houve mesmo um crescimento de consumo de roupa íntima masculina de 4,7% durante o primeiro semestre deste ano?Os números positivos já empolgam alguns empresários e fazem com que muita gente acredite no fim da recessão. “Roupas íntimas são uma necessidade, não é uma coisa que se pode ficar muito tempo sem comprar. Portanto, quando as pessoas voltam a consumir, são os primeiros itens que os homens compram”, disse Michael Kleinmann, presidente da Freshpair.com, um site de vendas de underwear, para o WWD.

Futuro: como serão os profissionais?


Profissionais mais ágeis e adaptáveis às mudanças se destacam e garantem posição no mercado.
O mundo corporativo enfrenta um ritmo cada vez mais intenso de mudanças – isso já não é novidade para ninguém e, todos nós, de uma forma ou de outra, já fomos protagonistas ou coadjuvantes deste momento.
Agora, como estar preparado para não ser “atropelado” por este ritmo frenético é que fará a diferença para o profissional do futuro (ou seria do presente?). Atualmente, os tempos verbais perderam a importância. Presente confunde-se com o futuro e, se queremos nos manter no mercado, temos que vivenciar também o amanhã. Estudos mostram que a quantidade de novas tecnologias tem dobrado a cada dois anos. Isso significa trabalhar planejando, organizando e traçando o futuro da sua carreira.
Diante desse cenário, é natural que haja mudança nos perfis, uma vez que o ‘profissional do futuro’ precisa trazer resultados esperados em um mercado cada vez mais imprevisível. É imprescindível a busca constante pela atualização, educação continuada e o autoconhecimento - saber suas habilidades, competências, pontos fortes - para maximizar suas potencialidades e, desta forma, trazer os resultados condizentes com a empresa. Podemos destacar algumas competências:

- Leitura de contexto e tendências;
- Priorizar os desafios;
- Saber gerir mudanças;
- Ter flexibilidade para enfrentar novos desafios;
- Trabalhar em equipe.

Além disso, a capacidade de relacionamento também é valorizada em ambientes multiculturais e de muita pressão. É por isso que muitas vezes uma experiência no exterior pode valorizar um profissional, pois ele esteve exposto a diferentes culturas e padrões de comportamento. Cultivar, constantemente, a inteligência emocional é fundamental, pois alia a capacidade de se motivar e persistir diante de frustrações, procurando conhecer e lidar com as próprias emoções.

Quando se trata de uma transição de carreira é fundamental realizar o levantamento das atividades desenvolvidas e resultados alcançados para valorizar as próprias competências, capacidades e habilidades adquiridas. Com o resultado desse levantamento, o profissional prepara-se e se posiciona corretamente no mercado, apresentando-se mais maduro e adaptável aos novos desafios, pois tem gerência sobre as suas competências, sabendo assim explorar as características pessoais e profissionais que lhe trarão mais exposição e eficiência.

Uma competência valorizada é o autodesenvolvimento: o profissional que alia suas ações de desenvolvimento às demandas da organização e ao mercado tem maiores chances de obter sucesso em sua carreira. É papel de cada profissional buscar aquisição e consolidação de conhecimentos, além de manter-se capacitado para assumir novos desafios.

É fundamental exercitar a capacidade analítica e o raciocínio lógico e estratégico para conseguir acompanhar as mudanças que ocorrem no mercado e dentro da organização; ler o contexto organizacional e do mercado, traçar cenários e se predispor a agir focado nos resultados com foco na superação constante.

Para finalizar, a administração pós-crise se completa com a solicitação de feedback constante para o aprimoramento das competências requeridas. Assim você se capacita a entregar resultados superiores.

Por Karin Parodi (diretora da Career Center, consultoria especializada em gestão estratégica de Recursos Humanos e Outplacement)
Fonte: HSM Online24/08/2009

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Moda no Twitter



A nova febre da internet é usada como ferramenta para marcas, blogs, revistas e site de moda.

Quem não lembra que no início dos anos 2000, o Orkut revolucionava a maneira das pessoas se encontrarem na internet? E o Youtube que democratizou a produção e disponibilização de vídeos online? Ou ainda o MySpace que não só mudou o pensamento sobre música online como ainda ajudou a lançar artistas como Lily Allen, Kate Nash e Mallu Magalhães? Ou antes disso no fim dos anos 90 a revolução dos blogs que deu voz e opinião a qualquer pessoa que tivesse acesso à internet?

Chegando ao fim da primeira década do terceiro milênio, nos deparamos com uma novidade que expandiu e melhorou a idéia de blog, o Twitter.
Trata-se de uma rede social de microblogs que permite que os usuários publiquem pequenos textos de até 140 caracteres na web e leiam os textos de outras pessoas. E que se tornou uma ferramenta para discussões sobre os assuntos mais diversos, inclusive moda.


Perfis de marcas, revistas, sites e blogs importantes de moda do Brasil e do mundo bombam nessa rede trazendo em tempo real e de maneira resumidas as últimas novidades do mundo fashion, até estilistas internacionais e marcas de ready-to-wear do mundo todo possuem perfil. Modelos alimentam suas páginas através de SMS dos próprios Backstages contanto tudo o que acontece no fervor pré-desfile ou durante um photoshoot.


Grandes Bureaux de tendências como Stylesight (@stylesighters) e WGSN (@wgsn e @wgsnbr) estão lá, além de sites brasileiros importantes como Chic (@sitechic) e Glamurama (@glamurama), é possível ainda seguir e ficar por dentro também de tudo o que acontece na redação de revistas de moda como Elle (@ellemag e @ellebr), L´Officiel (@loficcielbr), Manequim (@manequim) e Nylon (@nylonmag). E os dois principais eventos de moda brasileiros SPFW (@spfw) e Fashion (@fashionrio) também estão lá contando suas novidades.
Sobre jeanswear, marcas importantes como Calvin Klein (@clavinkleincg), Pepe Jeans (@pepejeans) e Religion (@religionjeans) estão lá, além do blog americano Denimology (@denimology).




Acid Wash: must-have



Depois de Balmain fazer a cabeça das fashionistas do hemisfério norte, o aclamado jeans com lavagem acid wash finalmente aparece nas nossas araras.


A American Apparel já tinha feito jeans para o inverno e, agora, as antenadas Bob Store, Le Lis Blanc, Farm e Zara já têm um exemplar para chamar de seu. Corra e desfile antes de todo mundo.


quarta-feira, 19 de agosto de 2009

E-Commerce cresce 27% no primeiro semestre de 2009

Faturamento do canal web foi de R$ 4,8 bilhões. Livros e revistas foram os produtos mais vendidos.


Assim como ocorreu na Europa e Estados Unidos, fazer compras pela internet tem se tornado prática comum entre os brasileiros. Segundo pesquisa feita pela e-bit, em parceria com a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (Câmara-e.net), durante o primeiro semestre do ano o setor faturou R$ 4,8 bilhões. O valor representa alta de 27%, em relação ao mesmo período do ano passado. A pesquisa constatou que mais de 86% dos consumidores brasileiros estão satisfeitos com o comércio virtual. Para o diretor geral da e-bit, Pedro Guasti, o desempenho do e-commerce surpreendeu até os mais otimistas. “O faturamento alcançado nesses primeiros seis meses do ano supera expectativas. É um mercado dinâmico e competitivo e isso permite ao consumidor optar pelas melhores ofertas. Hoje, pelo menos 15 milhões de brasileiros já tiveram pelo menos uma experiência de compra pela internet”, afirma. Livros e revistas foram os itens mais vendidos, seguidos por produtos de beleza e de informática, que ficaram em segundo e terceiro lugar no ranking, respectivamente.

Descentralização

Segundo a e-bit, as lojas virtuais estão sofrendo processo de descentralização. Pequenas e médias empresas têm ocupado espaço que antes pertencia aos grandes varejistas. Durante o primeiro semestre de 2009, em comparação com o mesmo período do ano passado, os dez maiores varejistas do país perderam 5,5 pontos percentuais. Em contrapartida, pequenas e médias empresas, ganharam 1,6 ponto percentual. Guasti afirma que a confiança que o canal traz ao consumidor, além da maior conscientização no ato da compra, continua sendo fator contribuinte para a tendência. “Os consumidores estão mais informados e orientados a fazer compras com segurança, potencializando as oportunidades para lojas de pequeno e médio porte.” O segundo semestre de 2009 deve alcançar números importantes. A expectativa da e-bit é que o e-commerce feche o ano com mais de 17 milhões de compradores online. Entre julho e dezembro, o setor espera atingir a marca de R$ 5,8 bilhões em vendas .


FONTE: http://revistapegn.globo.com/Revista/Common/0,,EMI88503-17180,00-ECOMMERCE+CRESCE+NO+PRIMEIRO+SEMESTRE+DE.html

terça-feira, 11 de agosto de 2009

máscaras criativas contra a gripe!














Já que a gripe chegou ao Brasil, podemos copiar alguns modelos bonitinhos de máscaras que estamos vendo por aí!
Cada um pode usar a criatividade para desenhar a sua, e a Cavalera mostra algumas fotinhos para termos como exemplo!

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Mesmo com a crise econômica, luxo sobrevive como tema de seminário


“Falar de luxo na situação atual é quase um suicídio”, declarou Carlos Ferreirinha hoje (10.08) pela manhã. E completou: “na Europa, é impressionante o freio que foi dado nesse mercado”. Foi assim que o diretor-presidente da MCF Consultoria e Conhecimento abriu a primeira apresentação formal sobre a 2° edição do seminário Atualuxo – conferência internacional do mercado de luxo, que acontecerá entre os dias 09 e 11.09, em São Paulo.Mas, ao contrário do que a afirmação pode indicar, o tema continua relevante. A primeira razão, segundo Ferreirinha, é estratégica. “Estamos num momento de redesenho mundial por causa da crise”, explicou ele. Por isso, nada mais natural do que analisar, questionar e esmiuçar o setor. Exemplo do “redesenho”: as marcas que conseguiram manter ou aumentar o faturamento no último ano foram as que investiram em internacionalização – é o caso da Hermès que vai abrir a primeira loja em São Paulo no mês que vem e, consequentemente, confirma que o Brasil está na rota dos grandes grupos. Serão 32 palestrantes daqui e lá de fora que, além de tratar do negócio de luxo após a crise econômica (palestra com Christian Blanckaert, consultor e executivo recém-aposentado da Hermès International), vão falar sobre: falsificação e pirataria (com Christine Laï, diretora-geral da União dos fabricantes franceses); o futuro do varejo (com Nelly Rodi, fundadora da agência de tendências homônima); outlets (com Michael Black, diretor de merchandising em varejo do Value Retail); também vão questionar se o consumidor desse segmento está em crise (com Stéphane Truchi, do IFOP, instituto de pesquisa francês); entre outras. Em razão do Ano da França no Brasil houve um aumento de convidados franceses. Para participar, o pacote com os três dias de palestras começa em R$ 3.450 (individual e à vista). São 400 vagas disponíveis e quem participou da primeira edição tem direito a desconto. Mais informações: http://www.atualuxo.com.br/

Maíra Goldschmidt

Largue sua skinny - e agarre-se às calças folgadas





Se tem algo que vai ficar marcado na moda do ano de 2009, é a tomada do poder pelas calças. Elas desbancaram os vestidos, passaram uma rasteira nas saias e, com ampla oferta de modelagens, ocuparam o topo da pirâmide do guarda-roupa.

Nessa investida, a skinny não perdeu importância. Mas quem fez fama ao entrar na nova moda foram as calças amplas, seja por causa das pregas, do gancho baixo ou do excesso de pano ao longo das pernas. Cheias de design, elas estão sendo usadas lá fora com muito estilo e - mais importante - liberdade. Afinal, não é fácil carregar um par de calças folgadas e continuar elegante ou mesmo sexy. É possível, porém - basta ver as fotos ao lado.

As modelagens amplas se estabeleceram, definitivamente, nos últimos desfiles de inverno - tanto no Brasil quanto lá fora - e vão continuar no verão. Primeiro foram as johdpur e sarouel, que foram misturadas a baggys, resultando no que hoje chamamos de calças cenoura. Opa, não se pode deixar de citar as tipo odalisca, com bastante pano na altura do tornozelo. As de alfaiataria também valem - desde que aparentem ser de um número maior, usadas com cinto e barras dobradas. Que folga!

Essa onda da nova calça não fica restrita às moças. Os rapazes, principalmente nesta última temporada internacional, também demonstram a vontade de andar por aí esbanjando um conforto esperto. Eles, que já tinham ganhado as sarouel, agora também desafiam a silhueta com modelos mais largos, na onda do relaxado-chic.

De um lado estão as de influência oriental, quadradas e largas nos quadris e fechadas no tornozelo, batizadas de harem pants. Do outro, mais retrô, as de alfaitaria largas e pregueadas, fazendo referências aos anos 1930/40.

Clique na galeria ao lado e conheça alguns dos melhores looks que o Chic encontrou pelos sites europeus de streetstyle. Provas que, mais que visão de passarela, essas calças já estão sendo usadas no dia-a-dia. É de fazer pensar: que espécies de calças você tem no seu próprio armário?


Antonia Petta e Eduardo Viveiros


quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Raquel Zimmermann - Vitor ou Vitória?


Tem top brasileira em dose dupla na campanha de Gaultier. A androginia está mesmo em alta para as próximas estações, além dos cortes de cabelo curtinhos, os looks fazem um mix de vestuário masculino e feminino - pelo menos é o que propõem as imagens de campanha das marcas. Depois da campanha da Hugo Boss, é a vez da grife Jean Paul Gaultier. Para a campanha Outono / inverno 2009 da marca, o estilista francês optou pela top brasileira Raquel Zimmermann em dose dupla. A loira aparece caracterizada como um rapaz e uma moça nas imagens fotografadas pela dupla Inez e Vinood. E não é que a androginia cai muito bem à Zimmermann? Além disso, o recurso de photoshop utilizado para colocar a modelo lado a lado com outra versão dela mesma soa bastante convincente. O look andrógino não é nenhuma novidade para a moda, mas é inegável que a proposta de misturar os gêneros tem um apelo sempre moderno e ousado. Raquel Zimmermann que o diga.

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Mais campanhas estranhas, será que essa moda pega??






Continua a "onda surrealista" no inverno internacional. Agora foram anunciadas as campanhas de Lanvin e Balenciaga, que seguem a moda.Na primeira, a top Kirsten McMenamy foi clicada em um sofá branco, assustadíssima. E, como se não bastasse a pose fora dos padrões, a moça ainda ganhou a companhia de dois gatos pretos.O clique é de Steven Meisel, que também assina os anúncios da Balenciaga, estrelados por Jennifer Connely. Mais calma, e sem animais supersticiosos, a atriz se esforça para manter seu ar sexy. A pose, porém, é praticamente a mesma de Kirsten.E repare: o fotógrafo parece estar com o pensamento fixo em sofás e poltronas. As peças também apareceram nas imagens de inverno de Alberta Ferretti e Louis Vuitton, com Madonna, todas by Meisel. Mobiliário será tendência para a estação?

"Vanity Fair" divulga lista dos mais bem vestidos


Como já é tradição, a revista "Vanity Fair" divulgou sua lista com as pessoas mais bem vestidas do planeta. Esta edição deverá sair no mês de setembro. Enquanto isso, você pode conferir alguns looks dessas celebridades na nossa galeria acima.
Na categoria primeira-dama da tradicional lista dos mais bem vestidos da "Vanity Fair", as vencedoras não são nenhuma novidade. A americana
Michelle Obama e a italiana (porém primeira-dama francesa) Carla Bruni foram eleitas pela elegância e bom gosto na hora de escolher o traje do dia.
As duas estão com tudo, e são destaques da lista que traz muitas outras celebridades que sabem muito bem como se vestir.
A escolha foi dividida em oito categorias: A já citada primeira-dama, mulheres, homens, casais, irmãos e irmãs, profissionais da moda, criativos e o hall da fama, título honorário para aqueles que nunca deslizam no visual.
As mulheres de bom gosto foram representadas por Penélope Cruz, que recentemente apareceu com um belo traje vermelho-sangue na pré-estreia de um filme, Anne Hathaway, Alicia Keys, entre outras.
Na ala masculina Brad Pitt, Daniel Craig, e, claro, não poderia faltar o presidente americano Barack Obama, para fazer companhia a sua esposa, já listada.
O Hall da fama trouxe célebres personalidades, entre elas Renée Zellweger e a sempre elegante atriz francesa Catherine Deneuve.


segunda-feira, 3 de agosto de 2009

INTELIGÊNCIA EM CORES




Um monte de gente é assim - e quem não é conhece alguém que é: sabe a pessoa que ama uma blusa, daí compra todas as cores em que a blusa foi feita? Achando que tá variando e diversificando o guarda-roupa, né? Que nada. Sempre acontece de uma dessas cores ser mais usada que outras. E essas outras, as que não rolam, são as representantes do dinheiro mal gasto. Viram símbolo da não-inteligência em cores. Não adianta comprar tudo que foi feito/disponibilizado pela loja. Adianta comprar tudo que tem a ver com a gente.

Então vale sair de casa (pra comprar) com três “auto-perguntas pra si mesma” em mente! Na hora de escolher que cores levar a gente pode se perguntar:
1) Essa cor me deixa linda, é ótima pra minha pele?
2) Essa cor é “coordenável” com o que eu já tenho no armário?
3) Essa cor tem a ver com o meu estilo e com a minha personalidade?
Porque né, não adianta comprar bege se bege te deixa horrorosa; não adianta levar mais um rosa se o seu guarda-roupa já é super colorido e tá pedindo um neutro; adianta muito menos comprar rosinha bebê se você tem personalidade suepr forte, mandona (rá!).



publicado por: Fernanda - http://www.oficinadeestilo.com.br/blog/inteligencia-em-cores/

Über Fashion

O Über Fashion existe desde 2009 e tem como publisher o blogger Fábio Monnerat.

O blog ainda conta com colunistas convidados.

O blog é indicado pelo EnModa e pelo curso de Fashion Business da FGV-RIO, já promoveu a abertura do verão de Búzios e faz palestras sobre moda masculina e comunicação de moda em todo o Brasil.

Alguns dos nossos parceiros: Handred, Cavalera, Profuse, Divertees, Poggio, Von Der Volke, Natura, Vichy, La Roche-Posay, Couthe, SkinCeuticals, Joias
Coacci, Sobre Barba,

Sua marca no Über, escreva para: ubermcom@gmail.com

Follow by Email