domingo, 31 de julho de 2011

Über-branding: É preciso ousar...

 LouisVuitton, fachada da loja na rua Champs Elysèes em Paris

 Loja Merci - carro que é marga registrada da loja.

Diesel, fachada da loja de Londres.
Maria Filó - cachecóis em forma de sorvete de casquinha e camisetas em pacote de pipoca.
Loja da Calvin Klein com manequins dançando hip hop.


O varejo sempre desfrutou do privilégio de ser o setor econômico mais próximo do consumidor.

Por esse motivo, poderíamos concluir que o varejo, principalmente o de moda, é o setor mais atualizado, inovador, ousado e surpreendente se comparado com todos os demais varejos.

Errado!

O varejo de moda brasileiro está sonolento, estagnado, tímido e atrasado. Não temos coragem de ousar! Temos medo de errar! É preciso ousar já!

Pode-se perceber claramente a falta de ousadia, quando um empreendedor vai abrir uma nova loja de roupas. Ele tem nas mãos a chance de fazer algo novo e inusitado. E então o que ele faz? O “feijão com arroz” de sempre: uma fachada tímida, paredes da loja pintadas de bege, prateleiras de metal cinzas, manequins com cabelos descuidados e rostos desfigurados e um provador com cortinas de pano cor bordô... Sua loja some na paisagem e se torna mais uma no varejo de moda. O medo de errar leva-o para o esquecimento e seu fracasso é atribuído aos fornecedores, preços e consumidores chatos. E seu maior erro, foi a falta de coragem de ousar.

Nos dias de hoje, com a grande concorrência, várias lojas de moda em uma mesma rua, e até no mesmo corredor de um shopping, você precisa se destacar. É preciso fazer sua loja gritar muito alto para o consumidor ver e ouvir!

Comece pela fachada, ela é a primeira chance para você impactar seu consumidor. Você alguma vez já pensou em uma forma diferente de colocar o letreiro de sua marca? Já pensou em uma frente diferente do que simplesmente uma parede lisa e de cor branca? A Louis Viutton transformou sua loja de Paris em uma mala, produto característico da marca. A Diesel, fez a fachada de sua loja em Londres em forma de um rádio. Olhe as lojas ao seu redor, e tente fazer diferente. Você já vai se destacar só por esta primeira atitude.

Inove nas vitrines. Recicle seus manequins. Pinte-os, forre-os com tecido ou jornal, e tire-os da mesmice. A Calvin Klein colocou seus manequins de cabeça para baixo, como se estivessem dançando hip hop. Mude os seus manequins de posição, vire-os de costas, coloque-os deitados e promova comentários sobre a sua vitrine. Ela fala e vende!

E com seus produtos, então, eles devem ser sua principal atração! Pense em formas diferentes de expô-los. A Maria Filó colocou cachecóis em cones como se fossem sorvetes de casquinha e camisetas em pacotes de pipoca. A Diesel pendurou tênis em ganchos feito carnes em um açougue. E a loja Merci de Paris, a meca das exposições diferentes, expõe roupas em cestos, almofadas em gavetas e malas em um bagageiro de um carrinho vintage tipo Fusca, que é marca registrada da loja e é vestido de forma diferente , dependendo da ocasião.

Coloque cores nas paredes, iluminação focada e use elementos dificilmente associados como expositores como lustres, cadeiras e armários! Deixe seu consumidor boquiaberto!

Então lojista, varejar é uma arte! É preciso criar, inovar, brincar, para atrair mais e mais consumidores. E sem medo de errar!

Por isso, ouse e saia do bege já!

O  não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.



Por: Cristina Marinho - Portal Textília.net
Consultora de Marketing e Comportamento

Über-green: Kate Middleton usa o mesmo look em dois casamento... Qual o problema?

Kate Middleton repete o look em dois casamentos. Foto: Getty Images 
Kate Middleton no casamento de Zara Phillips (E) e no enlace de Laura Parker Bowles (D)

A imprensa internacional está preocupada com o fato de Kate Middleton ter repetido a mesma roupa em dois eventos... É muita falta do que fazer não é mesmo? Acho ótimo  Middleton ter feito isso, afinal de contas todos nós repetimos, sem contar que é uma atitude ecológica... 

A futura princesa apareceu com o mesmo casaco creme, bem discreto para não ofuscar a noiva, que usou no enlace de Laura Parker Bowles com Harry Lopes, em 2006. Ela apenas mudou o fascinator de sua cabeça nas duas ocasiões.

Esta foi a segunda vez no fim de semana que Kate repetiu um look. No pré-casamento de Zara, na sexta, ela usou o mesmo vestido verde da estilista Diane Von Furstenberg que já tinha aparecido em um dos eventos da viagem com Príncipe William a Los Angeles, no início do mês.
 
Uma roupa dura tanto tempo, não faz sentido algum descartá-la pelo simples fato de não querer repetir. Acho essa postura da imprensa e de algumas celebridades algo tão over, já era o tempo do desperdício, o que torna uma pessoa especial, estilosa e interessante é um conjunto de atitudes e não a roupa nova...

Segundo o jornal inglês Daily Mail, Kate teria dito a um amigo que "os tempos estão difíceis" e que ela não poderia vestir uma roupa nova em cada evento. "Não sou modelo", teria afirmado.

Über-adorei a atitude da Kate, essa moça é mesmo a princesa do séc XX!

Fábio Monnerat

Über- andrógino: O gênero neutro invade as ruas, a noite e a TV


Não chega ser um estudo antropológico, mas a matéria do Megazine do O GLOBO sobre a androginia ficou super bacana e mostra como o assunto está ficando popular saindo do glamour fashion e ganhando as telas da TV Glogo e atingindo a massa... Vamos a matéria: "O gênero neutro invade as ruas, a noite e a TV. Saiba o que os andróginos, que misturam referências masculinas e femininas, querem dizer"

Nos anos 60, representados por ícones como a modelo Twiggy, a turma da Tropicália e os cantores Mick Jagger e David Bowie, eles eram o máximo da contestação e da contracultura. Agora estão em "Malhação", nas ruas e em qualquer boate perto de você. Mas os jovens andróginos do século XXI, que cruzam referências masculinas e femininas por pura estética, mantêm pelo menos algo em comum com os "teóricos" do movimento: continuam a confundir muita gente - e a se divertir com isso.

No mundo da moda, o gênero neutro já é explorado à exaustão há décadas. Mas recentemente ganhou nova dimensão: com feições ultrafemininas, o modelo sérvio Andrej Pejic tem desfilado vestido de mulher e, é claro, de homem, como ocorreu no último Fashion Rio. E o reverso da moeda também já rola: a brasileira Carla Monfort, de 19 anos, da agência Oca Models, chamou a atenção na São Paulo Fashion Week ao usar roupas masculinas na passarela. 

- Apenas sou assim. Gosto de looks masculinos e femininos, depende do humor. (A busca da) liberdade foi o motivo para eu curtir brincar com esse visual. O biotipo ajuda - ela diz. 

Andrej contou em entrevista coletiva no Rio que a razão pela qual prefere desfilar vestido de mulher é "o glamour": 

- Prefiro as roupas femininas. Até à praia vou de biquíni! 

O mundo fashion os glamouriza. A militância LGBT tem até uma maneira de se referir a el@s - assim mesmo, com essa arroba no lugar do "a" e do "e", num claro recado: cada um escolhe o gênero que quiser. Nas ruas, porém, o papo é outro. Muitos andróginos ainda são vítimas de xingamentos e agressões.

Mas isso está mudando. Até a TV já discute o tema com naturalidade. Nesta temporada de "Malhação", Duda, vivida por Nathalie Jourdan, de 18 anos, é uma menina de cabelos curtos, roupas largas e jeito de moleque, que confundiu uma personagem, atraída por ela. Duda foi descrita pela garota como "o cara mais legal que já conheci". 

Em Hollywood, a atriz Evan Rachel Wood, de 23 anos, surpreendeu com um visual andrógino no lançamento da nova temporada de "True Blood", em junho. Ela vestia colete com decote, sem camisa, calça de alfaiataria e suspensórios. 

- Cresci apaixonada pelo David Bowie. Sempre gostei muito de coisas andróginas. Estou constantemente mudando e crescendo. Apenas tento manter o mistério. E espero que as pessoas não me apontem dedos - disse numa entrevista recente. 

Para a antropóloga Mirian Goldenberg, já não há transgressão na androginia. Mirian compara a atual geração com o cartunista Laerte, que recentemente, aos 60 anos, expôs seu lado crossdresser. Ele apareceu na mídia vestido de mulher e revelou que frequenta clubes onde troca experiências com outros homens que fazem o mesmo. 

- Laerte está militando com o corpo, ele quer mostrar que identidade sexual é algo que se constrói, ao passo que os jovens de hoje estão apenas exercendo seu gosto, que diz: "tanto faz o que a sociedade admite. Isso é o que eu sou". 

Que o diga o artista cearense Daniel Peixoto, de 26 anos, ex-membro da dupla de electropunk Montage e atualmente DJ e performer em Berlim. 

- Acho interessante a provocação. Um rapaz que parece mulher é sempre curioso. Mesmo inconscientemente, nós, jovens, fazemos uma revolução social, ao sermos autênticos e livres - diz o músico, que tem um filho de 2 anos ("espero que ele me aceite") e já namorou homens e mulheres. 
 
Outro performer da noite, o carioca Flávio Ghidalevich, conhecido por seu alter ego Miss Playmobil, lembra que já aos 14 anos se percebeu diferente e sofreu por não ser como a maioria na escola. 

- Sempre fui apontado. Apesar de não ir montado à escola, tinha um lado feminino forte. Se você é um roqueiro heterossexual e se monta com cabelão e calça de couro apertada, as pessoas o respeitam. Mas, se você é delicado, isso incomoda. Nunca fiz nada para chocar. Acho natural me vestir assim. 

A editora jovem do portal inglês WGSN, Laura Jane, crê que a tendência é que cada vez mais gente ache natural: 

- Já não se tacham mais produtos e roupas como estritamente masculinos ou femininos. Pensarmos em um gênero neutro permite que nos livremos de ideias preconcebidas e sejamos aceitos por nossos méritos.
Essa é a principal busca de garotos e garotas andróginos que encontramos nas ruas do Rio. 

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/megazine/mat/2011/07/04/o-genero-neutro-invade-as-ruas-noite-a-tv-saiba-que-os-androginos-que-misturam-referencias-masculinas-femininas-querem-dizer-924834031.asp#ixzz1TiLXLUfJ
© 1996 - 2011. Todos os direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. 

sábado, 30 de julho de 2011

Bolsa de Mulher abre um canal para o Homens e tem Über participação em matéria sobre tênis

 
New Order. Preço sob consulta 
Tênis: Foto 1 da Y-3/ Foto 2 da Osklen e Foto 3 - New Order (mais imagens no Especial Homens do BdeM)

O ótimo Bolsa de Mulher, que todos conhecemos por ser um dos melhores sites especializados no universo feminino acaba de lançar um canal especial para nós homens e para as leitoras do BM que, agora, vão ficar por dentro de tudo sobre o universo delas e ainda dar dicas para seus maridos, namorados, amigos etc.

Na matéria sobre moda masculina, Eu fui convidado pelo Renato Damião, responsável por esse canal masculino, para colaborar com uma matéria especial sobre a versatilidade e as inumeras possibilidades que o tênis pode fazer por nós, sem que isso se transformasse em regra, na atualidade, o importante é você respeitar o seu estilo e, melhorar sempre que possível, claro!

Espero que gostem e que acessem sempre o Especial Homem do Bolsa de Mulher, pois as dicas são incríveis.... 

Fábio Monnerat
Vamos a matéria: 

Aposte nos tênis

 Durante muito tempo o tênis foi considerado um subtipo de calçado. Usado geralmente naqueles momentos de lazer e desleixo, ele agora é peça-chave do armário de qualquer pessoa antenada com a moda. Por mais que os editoriais fashion insistam em usá-los para compor um look moderninho, muitos homens ainda torcem o nariz para a peça ou só conseguem escolher modelos esportivos.

Se você está cansada do estilo engomadinho do namorado, com mocassim, ou então daqueles modelos com molas que só fazem você querer saltar para bem longe dele, que tal ajudar o parceiro a escolher um tênis descolado para dar um up no visual? Para o consultor de moda Fábio Monnerat do  Über Fashion Marketing, o acessório vai bem em qualquer ocasião.

"Hoje em dia cada um faz a sua moda, o importante é ter estilo para não parecer fake. É bacana experimentar, largar o sapato um pouco de lado", aconselha ele, entusiasta da composição terno + tênis. "Acho que depende muito do lugar e da personalidade. O que importa mesmo é não comprar tênis em sapataria comum, fugir dos tênis esportivos e ter muito cuidado com a escolha da meia. Em muitos casos é melhor ir sem meia, principalmente com bermudas", alerta.

Os de couro são mais sofisticados e vão bem em ocasiões especiais, como um casamento por exemplo. Os de lona caem melhor em dias ensolarados, com jeans e bermudas. "Se ele faz a linha mais cool e usa cores neutras é bom optar por tênis em tons crus e off white, mas se ele é mais pop, tudo está valendo", indica Fábio, que sugere aos da "pegada mais rock/noturna" o clássico tênis preto.

Über-curti: Emporio Armani Fall/Winter 2011 por Mario Sorrenti


Super Natural - Love magazine e suas imagens incríveis

Love 6 Chloe Moretz

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Über-preview: Alessandra Ambrósio (andrógina) na LOVE

 

No editorial "We The Brave, The Mightly And The Wise" Alessandra Ambrósio encarna um marinheiro para a edição de número 6 da revista Love. A top foi clicada pelo britânico Boo George em maio na Inglaterra ao lado de George Barnett, Alexander Beck, Sid Ellisdon, Danny Fox, Julius Gerhardt, Tommy Kristiansen, Robert Kinghton, Kate King e Hannah Noble.

É a primeira vez que vejo a Alessandra  caracterizada como um rapaz - o peso de ser uma Angel da VS as vezes deixa a modelo limitada a sempre fazer à gostosona - mas achei o resultado ótimo! Alessandra é uma das modelos mais bonitas da atualidade e ainda pode ser muito explorada... Enfim, Ficou linda, ou seria lindo? rs

Fábio Monnerat

Isabeli Fontana na capa da Vogue Brasil de agosto

Tem como errar com JEANS? Watanabe + Levi’s e Adidas by Jeremy Scott conseguiram


Em primeiro lugar essa calça de festa junina criada Junya Watanabe para a Levi's... Como assim Watanabe? Um nome tão grande da moda criar algo tão brega... Como assim Levi's? Uma marca que entende tudo de jeans aceitar e pagar por esse tipo de colaboração... Über-brega!

adidas Originals by Originals Jeremy Scott Denim Wings-01 

A outra peça é mais uma contribuição do Jeremy Scott para a Adidas Originals S|S12 - É uma peça infinitamente mais bacana que a calça acima, mas essas asas, não consigo, juro que tento curtir o trabalho do Jeremy, mas me lembra esses fashionistas idiotas e vazios que fazem de tudo para aparecer em qualquer evento.

Enfim, acho que ia ficar uma graça esse tênis jeans... 

Fábio Monnerat

Isabeli Fontana para Bottega Veneta F/W11

Über-fofo: Gucci 90th Anniversary BEARBRICK


Über-queria essa toy art super bacaninha especial de aniversário da Gucci + BEARBRICK... Manda um pra gente GUCCI!

Fábio Monnerat

Über-tendência: Aposte no Gótico

 Frank Morello FW 11

O amor da moda pelo gótico romântico e vestidos “Morticia-style”continua sendo visto nas coleções de inverno, com a presença de contraste entre materiais pesados como veludo, lã e couro com outros bem leves como tule, chiffon e renda bem delicada, tudo isso com direito a ricas aplicações de pedras e bordados, tanto nos tecidos leves como nas peças de alfaiataria.

Para enriquecer ainda mais o visual, vale acrescentar máxi-bijoux e bolsas com detalhes em dourado e unhas/ bocas vermelhas para quebrar um pouco o look dark da produção. 


Dior FW 11 @ style.com
Alexander McQueen FW 11 @ style.com
Givenchy FW 11 @ STYLE.COM
Alexander Herchcovitch FW 11 @ style.com

Fonte: numinapersonalshopper

Double Take - Vogue US - Raquel, Liya, Karen, Kristen, Candice...

 

Steven Meisel - Photographer
Modelos:
Raquel Zimmermann - Liya Kebede - Karen Elson - Miranda Kerr - Guinevere Van Seenus - Audrey Marnay - Kristen McMenamy - Candice Swanepoel - Fei Fei Sun - Anais Pouliot - Arizona Muse.

Raquel Zimmermann na campanha da ANIMALE - S/S 11

Über Fashion

O Über Fashion existe desde 2009 e tem como publisher o blogger Fábio Monnerat.

O blog ainda conta com colunistas convidados.

O blog é indicado pelo EnModa e pelo curso de Fashion Business da FGV-RIO, já promoveu a abertura do verão de Búzios e faz palestras sobre moda masculina e comunicação de moda em todo o Brasil.

Alguns dos nossos parceiros: Handred, Cavalera, Profuse, Divertees, Poggio, Von Der Volke, Natura, Vichy, La Roche-Posay, Couthe, SkinCeuticals, Joias
Coacci, Sobre Barba,

Sua marca no Über, escreva para: ubermcom@gmail.com

Follow by Email