quinta-feira, 10 de setembro de 2015

ÜberCollab: Diego Rogaciano - Por que a laranja se chama laranja e o limão não se chama verde?


 Oi pessoal, tudo bom?! A convite do Fábio, estou invadindo o Über Fashion Blog hoje pra contar pra vocês um pouquinho da minha trajetória sobre a escolha da minha profissão, profissão que eu amo muito e quero dividir com vocês como tudo começou. Vamos lá?

Bem, pra mim a época do ensino médio na escola, foi uma época de muitas dúvidas quanto ao curso que eu iria cursar na faculdade e como eu iria sobreviver na vida adulta.

Lembro como se fosse ontem o quanto algumas pessoas já haviam se decidido e já até se viam trabalhando nas áreas escolhidas.

Quando vinham me perguntar o que eu queria cursar eu dizia que queria fazer artes cênicas ou psicologia. Não fiz nenhuma das duas, mas a veia e a paixão pelo teatro sempre gritou mais alto dentro de mim.
Passei anos vivendo uma vida que não era minha, vivendo para a realidade (nada legal) da sociedade que maltrata a arte como profissão.

Entrei em três faculdades diferentes (entre particulares e federais) e ao todo foram cinco cursos diferentes.

Nunca me senti tão perdido em todos esses cursos, sem exceção.

Foi então que em 2013, cinco anos depois de ter me formado no ensino médio e passado por muitos caminhos diferentes, que eu decidi que era hora de viver pra mim, de fazer o que eu amava fazer, que é atuar.
Nesse mesmo ano eu fiz a primeira audição da minha vida que foi para entrar no atelier de preparação de atores do FITA (Festival Internacional de Teatro de Angra). Foi a minha primeira vez atuando um monólogo para quem entendia do assunto!

Lembro que na minha vez de apresentar eu tremia tanto, mas tanto, que a minha vontade era de fazer a apresentação e receber logo o 'não', pra acabar com o nervosismo de uma vez por todas.

Então subi, fiz meu monólogo e me senti vivo, cara! Talvez eu tenha até sentindo o que aquelas pessoas sentiam quando ainda no ensino médio, já se viam trabalhando na profissão que haviam escolhido.

Saí do teste com um sentimento maravilhoso, uma chama acessa no coração! O resultado saiu dois dias depois e foi a maior alegria ver meu nome na lista de aprovado, eu me senti realmente VIVO! E era daquilo que eu queria viver.

E foi uma experiência única, renovadora, perfeita e difícil! E na boa? Eu agradeço por ter sido difícil, deu um gostinho muito único ao concluir tal feito.

Em 2014 foram feitas novas audições para os novos alunos, dessa vez com outra coordenação e lá estava eu mais uma vez, dessa vez mais confiante e acreditando mais em mim. Fui aprovado de novo e foi mais uma experiência perfeita! Trabalhamos até o Hamlet interpretado pelos atores Wagner Moura e Mateus Solano. Foi ma-ra-vi-lho-so!

Após concluir esse atelier, conversei com a coordenadora e descobri sobre a Escola de Atores Wolf Maya do Rio.
Pesquisei sobre a escola e liguei pra lá para me informar sobre preço, dia das aulas e afins. E pra minha sorte o Processo Seletivo iria acontecer em alguns dias.

Lembro que rapidamente comuniquei minha família e disse que me sentia preparado para fazer o teste.

Lembro que meu pai disse que se eu não passasse, era pra eu desistir dessa vida porque ele sabia que era um teste difícil de ser aprovado e queria que eu trabalhasse com algo "sério".

Mesmo assim, me sentia pronto pro teste e estava confiante que diante de todas as técnicas que eu havia aprendido ao longo dos dois anos de curso em Angra, eu iria conseguir ser aprovado!

Mas toda confiança deu lugar ao nervosismo no dia do teste, rs. O teste era composto de três etapas, uma dinâmica em grupo, uma cena a dois e por último a apresentação do monólogo para o próprio Wolf Maya! Até essa última etapa foi tudo bem, estava me divertindo e curtindo o momento. Quando foi chegando a minha vez de entrar para apresentar o monólogo, eu estava acabado, tanto pela demora (chegue cedo caso for fazer, mesmo se estiver com hora marcada, é por ordem de chegada), quanto pela pressão de ser a escola que eu havia escolhido para estudar durante os próximos três anos e pelas palavras do meu pai também (afinal eu precisava estudar para seguir a profissão de ator).

Eu estava ali, na porta pra entrar e minha cabeça estava a mil.

Eu repassava o texto mil vezes, pensava que só dependia de mim, e repassava mais o texto. Pensava que se eu não mandasse bem meu sonho iria por água abaixo, aí repassava mais o texto. Até que chegou a hora de entrar.

Entrei, falei três frase e não lembrava mais o texto! rs

Sim, isso acontece.

Sim, isso é terrível.

Mas eu consegui driblar um pouco o nervosismo e manter o monólogo!

Meu futuro dependia disso! Eu precisava passar!

Foi aí que quando eu terminei, o Wolf Maya pediu pra eu me sentar e me fez a seguinte pergunta:

Por que a laranja se chama laranja e o limão não se chama verde?

OI? Sério? Já não bastava estar nervoso por tudo e eu ainda tinha responder essa pergunta? Sob pressão ainda por cima?

Pois eu respondi... Respondi algo que nem lembro de tanto que enrolei pra explicar e que fez o Wolf Maya virar pra mim e dizer: "É, enrolou legal! Mas eu gostei.".

'Opa! Ponto! Me aprova então!' - Pensei. Com a felicidade depois de ouvir o "gostei", puxei uma intimidade não sei de onde e falei: "Também né, Wolf? Que perguntinha...".

Ele me interrompeu e completou: "Perguntinha danada, né?".

Rimos.
'Somos amigos'. - Pensei de novo. rs



E hoje eu estudo na escola que escolhi e acredito que tudo que eu passei foi muito enriquecedor pra mim.
E que fique claro: Se você realmente quer, você é capaz! Nunca deixe de acreditar em você mesmo, não importa o quão difícil vai ser o desafio, se você realmente quiser, você vai conseguir. Dê sempre o seu melhor e acredite na profissão que você nasceu para exercer.

E ah, meu caroamigo Wolf, acredita que laranja é minha cor favorita? rs.

Um abraço e um beijo, leitores do Über Fashion Blog, foi um prazer dividir essa minha trajetória com vocês.

 DiegoRogaciano


5 comentários:

  1. Parabéns por ter a coragem de perseguir os seus sonhos e não desistir de descobrir oq ama fazer nessa vida. Tenho certeza que terá sucesso, pois ele sempre chega para aqueles que se dedicam de corpo e alma ao que fazem. Te vejo em breve nas telas e nos palcos \o/
    Bjão pinguim =*

    ResponderExcluir
  2. Além de lindo e ter foco na Carreira... Diego escreve incrivelmente bem!!!
    Talento não tá faltando por aqui.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns por ter a coragem de perseguir os seus sonhos e não desistir de descobrir oq ama fazer nessa vida. Tenho certeza que terá sucesso, pois ele sempre chega para aqueles que se dedicam de corpo e alma ao que fazem. Te vejo em breve nas telas e nos palcos \o/
    Bjão pinguim =*

    ResponderExcluir

Über Fashion

O Über Fashion existe desde 2009 e tem como publisher o blogger Fábio Monnerat.

O blog ainda conta com colunistas convidados.

O blog é indicado pelo EnModa e pelo curso de Fashion Business da FGV-RIO, já promoveu a abertura do verão de Búzios e faz palestras sobre moda masculina e comunicação de moda em todo o Brasil.

Alguns dos nossos parceiros: Handred, Cavalera, Profuse, Divertees, Poggio, Von Der Volke, Natura, Vichy, La Roche-Posay, Couthe, SkinCeuticals, Joias
Coacci, Sobre Barba,

Sua marca no Über, escreva para: ubermcom@gmail.com

Follow by Email