domingo, 29 de dezembro de 2013

Os modismos que não queremos em 2014

 

Para 2013 a gente fez uma relação com 12 modismos (veja aqui) que a gente esperava não ver muito durante o ano. Algumas tens realmente deram uma sumida (os famosos sneaker à Isabel Marant, óculos espelhado, vestido de bandage, as camisas polo com aqueles adornos de time de polo, bolsas douradas do Michael Kors e os maxi headfone), já outros continuam e alguns novos modismos entraram na lista... Confiram os modismos que não queremos para 2014. Xô!!

Vamos começar com os modismos que ficaram esse ano e, infelizmente, vão continuar em 2014...

1 - Sapatênis e afins de sapataria barata (não que preço seja elemento determinante).

A moda masculina avança a passos muito lentos no Brasil. Infelizmente nós homens (de um modo geral) nos vestimos mal e mais ou menos do mesmo jeito. Mas o danado do sapatênis consegue ser ainda pior que todas as outras peças do nosso armário.  

 Para começar: Achar um sapatênis bonito em uma sapataria comum é o mesmo que ganhar na Mega Sena, pode até ser que exista, mas ninguém conhece um "vencedor". Ou seja: fuja desses modelos cheios de recorte, com solado de tênis "outdoor" e dos que imitam os modelos da Osklen (os originais da marca são bacaninhas para quem curte o estilo cool à Oskar Metsavaht). 

Vale lembrar: Tênis de academia não é bacana para a balada e outras festinhas.Quer apostar em algo mais sport? A New Balance e a Adidas Originals oferecem modelos super conectados com o estilo, mas com um ar mais retrô.

Dica: Tenha menos, mas tenha bons modelos e lembre-se que a moda é democrática, mas não é bagunça. Leia blogs, revistas e livros. Informação de moda sempre ajuda.


2 - Logomania - Abercrombie & Fitch, Hollister, Calvin Klein Jeans, Reserva, Gap, Toulon, Taco,  Armani Exchange... Não importa a marca e o preço, a falta de bom gosto é a mesma. É uma uniformização da cafonice!

As tees são bacanérrimas e deixam o look masculino mais jovem e moderninho. Mas a volta dessa onda de logomania puxada por jogadores de futebol, artistas de 15 minutos de fama e afins é uma desgraça. Não passam de outdoors ambulantes. Não há design e nenhuma informação de moda. Vamos nos esforçar só um pouco para 2014. Por favor!!


3 - Top blogueiras - Elas são mães, desfilam, fazem maquiagem, esporte, amam a natureza e fazem o bem para suas leitoras. 

Eu espero muito que 2014 seja o ano do começo do declínio dessas super blogueiras. Nada contra ninguém, mas o bacana dos blogs é a independência de fazer escolhas sem estar preso a patrocinadores. A onda veio, muitas ficaram ricas, mas em 2013 o que não faltou foi escândalo envolvendo as meninas que andam de Prada e desenham coleção pro Carrefour, que tentam dar carteirada para entrar em festas (sou blogayra Capricho!!), que vendem cópias de grandes grifes em seus sites e que agora vendem até mensagem de fim de ano (vi uma desejando feliz 2014 para os leitores e que no próximo ano eles possam estar juntos com a internet da Vivo - onde está o sentimento? hahaha). 

Por um 2014 mais independente! Para confiar em fontes pagas eu prefiro continuar lendo as revistas que contam com bons jornalistas, fotógrafos, produtores de moda e cia. Um beijo blogayras!



4 - Pulseiras Cruciani e e todas as cópias que hão-de vir. Pois é, elas acabaram de chegar e eu já estou as colocando na lista de cafonices de 2014. Louco eu? Talvez. Mas quem decidiu que um pedaço de crochê ou aqueles acabamentos de lingerie iriam virar o hit do momento? Será que alguém realmente acha bonito ou vamos de pulseirinha por que está na moda?

Mas ok, o mundo vive de modismos e eu não tenho nada contra. O problema maior é que isso é um material barato e vai bombar nos Saaras (rua de comércio popular do Rio) do Brasil. Não demora muito e vem de brinde em revistas com fofocas de novela e no Jornal Extra (junte selinhos e troque pela pulseira do momento). 




5 - Tropicália fashion - há muito não víamos tanta cor, flor, fruta e bicho. Acho que isso é a cara do Brasil e tem a energia do nosso povo e clima. Mas quando há uma saturação e começamos a ver essas estampas em todas as lojas, a coisa começa a ficar cansativa e chata. Acho que é hora de comprar menos e usar o que já tem em casa.


6 - Azulejo print. Amo essa estampa e sempre me lembro de um desfile da Maria Bonita há alguns anos atrás, mas na época ninguém falou nada. Já em 2013 a coisa virou febre e para 2014 vamos ver uma quantidade gigante de azulejos portugueses ambulantes. As lojas populares já começaram a apostar na estampa e a coisa não vai ficar bacana.

7 - Naked Cake - Já deu né? No começo era bacana, principalmente para quem não ama cobertura de bolo (Eu), mas agora o bolo pelado virou uma desgraça, as pessoas fazem coisas terríveis, parecem verdadeiros despachos de fruta. Não escolha um desses na sua festa e desconfie de quem escolher.


8 - Selfie. O Instagram é um capítulo a parte na atualidade, tem um de tudo e não demora muito vai ter corrente, Gifs animados e outras coisas medonhas. 

Mas o pior mesmo é essa onda selfie. É muita cafonice ficar postando foto de corpo o tempo todo, sempre com uma pegada (pseudo) sexy. As pessoas precisam mostrar que estão com os corpos perfeitas e prontas para o abate.

Vamos tentar diminuir um pouco essa autopromoção em 2014, esses excessos de corpos e caras já deu, é cafona, óbvio e as vezes vulgar. 


9 - Romero Britto. Essas obras em série do artista já viraram lata de papel higiênico, perfume, lata de Pepsi, brinde da Caras e capinha de celular, só para listar alguns dos muitos lixos produzidos com a "arte" do Romero.

Amo essa brincadeira que fizeram na internet com saia gospel para as fashion crente. 

Acho ótimo que o trabalho dele seja reconhecido e que ele ganhe muita grana com isso, mas eu recomendo aos amigos que não usem. É crachá de cafona!


10 - Risqué Dream Fashion Show. A Monange já tentou e não foi bacana. Esse ano a Risqué tentou fazer um super show fashion ao estilo do Victoria's Secret Fashion Show. Não tem jeito, esse é um modelo de desfile muito específico e que já tem seu dono no planeta, todo resto será cópia sem propósito. 

Eles gastam uma fortuna com uma super esquipe e com grandes modelos, mas não tem jeito, continua sendo uma cópia barata.
___________________________________________________________________________________

Muitas modismos cafonas vão surgir em 2014, mas essa é a nossa lista inicial com algumas cafonices super perigosas que já estão se espalhando pelas ruas e mídias sociais.

 Conseguindo ficar fora desses deslizes ajuda bastante. Mas quem nunca foi cafona que atire a primeira bolsa cópia da Louis Vuitton.

FM

 Sigam nosso Instagram: uber_fashionblog    

Imagens de reprodução do Google.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Über Fashion

O Über Fashion existe desde 2009 e tem como publisher o blogger Fábio Monnerat.

O blog ainda conta com colunistas convidados.

O blog é indicado pelo EnModa e pelo curso de Fashion Business da FGV-RIO, já promoveu a abertura do verão de Búzios e faz palestras sobre moda masculina e comunicação de moda em todo o Brasil.

Alguns dos nossos parceiros: Handred, Cavalera, Profuse, Divertees, Poggio, Von Der Volke, Natura, Vichy, La Roche-Posay, Couthe, SkinCeuticals, Joias
Coacci, Sobre Barba,

Sua marca no Über, escreva para: ubermcom@gmail.com

Follow by Email